Franchising responsável por 1,49% do emprego em Portugal em 2015

O setor do franchising foi responsável por cerca de 1,49% do emprego em Portugal no ano de 2015. A conclusão é do mais recente Censo de Franchising 2015, estudo realizado anualmente pelo Instituto de Informação em Franchising e que revela que o setor contribuiu, no ano passado, para cerca de 2,73% do PIB português.

Em 2015, o setor empregava 67 760 pessoas, num total de 552 marcas, 28 das quais lançadas no ano passado.

Segundo o 21º Censo do Franchising em Portugal, “o setor dos Serviços continua a dominar, mas a Restauração é o setor que mais cresce em 2015. Fazendo uma análise setorial, os Serviços mantêm-se como o setor predominante no panorama do franchising em Portugal, correspondendo a 58,8% das marcas. Neste âmbito, o subsetor Serviços para Particulares mantém a liderança com 42,6% e os Serviços para Empresas ou Mistos são representados por 16,2% das marcas. Embora com uma ligeira descida face ao ano anterior, em 2015 mais de metade das marcas de franchising situam-se neste setor.”

Por setor, destaque para o crescimento de 2,8% dos conceitos de Restauração face a 2014, valor que coloca a Restauração na posição cimeira da tabela como aquele que mais cresceu no último ano.

“Relativamente ao país de origem das marcas presentes no mercado nacional, verificamos uma continuidade face aos anos anteriores, com a liderança dos conceitos nacionais, que representam 66,9% do universo total das marcas. Espanha continua a consolidar a sua posição enquanto o segundo país de origem das marcas presentes no nosso país com 14,9%, um crescimento de cerca de 2% face ao ano anterior”, revela ainda o estudo.