Optivisão quer abrir 60 novas lojas até ao final de 2020

Optivisão quer abrir 60 novas lojas até ao final de 2020

A Optivisão tem planos de expansão ambiciosos e pretende abrir 60 novas lojas até ao final de 2020. Em entrevista ao Jornal Económico, André Brodheim, da administração da Optivisão, revela que esta expansão deverá acontecer em franchising, um modelo que de acordo com o responsável tem permitido à empresa chegar “mais alto”.

André Brodheim revela ainda ao jornal que “em 2018, contamos que os investimentos se tornem ainda mais evidentes pois iremos implementar uma nova forma de relação com a rede, fortalecer a nova imagem e posicionamento junto do público.”

A internacionalização, por sua vez, não é uma das prioridades, uma vez que “o nosso foco atual está totalmente na operação nacional, pois existe muito a evoluir e desenvolver. Quando o nosso projeto estiver totalmente implementado e consistente em Portugal é natural que se possa analisar, mas por agora não passa de um desígnio”, confessa ainda o responsável.

Dez meses depois de o Grupo Brodheim ter tomado o controlo acionista da Optivisão, a empresa está a reformular-se e pretende “conseguir responder às necessidades das óticas independentes que pretendem usufruir de um espírito de grupo e respetivas mais valias”. Esta mudança será acompanhada por uma nova imagem, que de acordo com a marca, permite “apresentar ao consumidor uma experiência comercial única, em que a relevância da informação vai ser o foco”.