Alain Afflelou quer lugar de destaque no mercado nacional de ótica

“A nossa estratégia de diferenciação dos restantes players de mercado passa, sobretudo, pela realização de campanhas estruturadas”, afirma o managing director da rede.

“Pretendemos, a médio prazo, inaugurar um total de 100 lojas localizadas nos principais centros urbanos”, acrescenta Florent Carrière.

A rede francesa de franchising pretende revolucionar o mercado da ótica, responsabilizando-se pela saúde visual da melhor forma e ao preço mais competitivo. “Aliamos os melhores produtos e serviços, a métodos de aquisição extremamente apelativos”, diz o responsável da rede.
Os centros Alain Afflelou “permitem ao franchisado gozar de uma autonomia bastante apelativa. Os responsáveis pelos franchisings Afflelou têm a liberdade de poder comprar o que pretenderem numa lista de fornecedores homologados, podendo fazer pedidos diretamente aos fornecedores, bem como tabelar os preços, de todos os produtos que não estejam na política comercial de produtos básicos”, explica Florent Carrièrre.
O ano passado “foi um ano muito positivo. Registámos a concretização de todos os objetivos delineados, nomeadamente, no que toca ao número de aberturas previstas (…) apontando-se para um 2011 de igual ou maior sucesso”, adianta o managing director. A rede abriu 11 lojas em 2010, tendo agora 30 centros em Portugal. Este ano a aposta “passa pela aquisição de lojas de rua e de lojas em centros comerciais”.
Para consegui-lo, a estratégia da rede francesa de ótica assenta em três eixos fundamentais: análise, inovação e comunicação. “Análise, porque estamos constantemente a observar o mercado objetivamente, podendo antecipar e concretizar as exigências dos nossos atuais e futuros clientes. Inovação, criando novos conceitos e campanhas e trazendo sempre, para território nacional, as últimas novidades técnicas do mercado ótico. Comunicação, porque a consideramos fundamental nesta fase de conquista, para demonstrar o nosso conceito”.

Um setor ainda tradicional

Florent Carièrre considera que o setor da ótica em Portugal “é ainda muito tradicional, contudo as grandes cadeias têm revolucionado o mundo da ótica em especial com ações publicitárias e promocionais muito fortes”.
Mas a Alain Affleou tem “ofertas variadas para todos os tipos de famílias e ‘carteiras’” e tem igualmente apostando em campanhas específicas, como a “Tchin Tchin”, em que na compra do primeiro par de óculos, a marca oferece o segundo, por apenas mais um euro, ou a “Nextyear” que possibilita o pagamento das compras mensalmente, durante todo o ano, sem juros nem comissões. “Estes são exemplos de sucesso que significam uma grande ajuda nos orçamentos familiares, principalmente neste período difícil da conjuntura económica”, salienta Florent Carrièrre.
O managing director observa ainda que a cadeia pretende “não só crescer, mas também apoiar o crescimento das áreas em que nos localizamos e, por isso, queremos, à semelhança de 2010, continuar a desenvolver inúmeras atividades de responsabilidade social nas comunidades, que vão alimentando o nosso relacionamento com as mesmas”.

EMÍLIA FREIRE

> Gostou deste artigo? Se pretende ler mais artigos sobre franchising, subscreva a nossa newsletter aqui.

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui