Fisco encerra Throttleman e Red Oak

De acordo com o Jornal de Negócios, Luís Gomes, administrador de insolvência das sociedades detentoras das marcas Throttleman e Red Oak, já requereu às Finanças a insolvência das duas empresas. As lojas das marcas em Portugal e Angola deverão fechar nas próximas semanas.

Os planos de recuperação das marcas tinham sido aprovados há cerca de um ano por cerca de 80% dos créditos de mais de 40 milhões de euros, incluindo a Segurança Social. A Autoridade Tributária, a única credora que votou contra, acabou por impugnar a homologação.

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui