Franchise Show abre portas amanhã na Exponor

/images/textoimagens/fullsize/3598.jpg Numa altura em que a conjuntura económica dificulta o acesso ao financiamento, a feira de oportunidades de franchising do norte vai ajudar quem quer montar o seu próprio negócio. Os incentivos disponíveis e a consultoria financeira estarão em destaque, a par de franchisings de vários setores e para todas as bolsas.

 

A Exponor vai voltar a ser, a 5 e 6 de novembro, a montra do franchising no norte. Depois de visitar marcas com provas dadas ou as novidades do certame, os visitantes interessados em criar o seu negócio poderão também ficar a saber quais os incentivos a que podem recorrer e no Consultório Financeiro verem respondidas todas as suas questões sobre financiamento e como elaborar corretamente o seu plano de negócios.

Ao fecho desta edição, o Franchise Show tinha já confirmada a presença de perto de 50 marcas de diversos setores de atividade e níveis de investimento (a partir de €1 500). O certame é assim o local certo para os potenciais franchisados da região norte e centro do país falarem cara a cara com os franchisadores.

A diretora do Instituto de Informação em Franchising (IIF, entidade que organiza o salão e pertence ao grupo IFE – International Faculty for Executives), salienta que nesta edição "pretendemos dinamizar a componente de apoios financeiros e ao empreendedorismo" porque, frisa Andreia Jotta: "a conjuntura económica nacional leva as pessoas a procurarem oportunidades e condições para criarem o seu próprio emprego e a sua empresa".

Um business plan consistente e bem elaborado é o passo fundamental para obter financiamento por isso, o Franchise Show disponibiliza o Consultório Financeiro em parceria com a Lusofin (modelo já testado com sucessos na Expofranchise em Lisboa, em maio). O espaço será dinamizado por consultores especializados em financiamento, que oferecem aconselhamento e orientação aos visitantes interessados.

Um plano de negócios é uma ferramenta útil para ajudar a reunir e consolidar as ideias e estabelecer objetivos para o negócio, bem como ajudar os bancos na tomada de decisão sobre um pedido de financiamento. Os bancos têm de perceber que os potenciais investidores têm um bom entendimento do negócio e das suas necessidades financeiras. Ao analisarem o plano, irão de certeza questioná-lo sobre determinados números, por isso, é fundamental que esteja bem preparado porque pode ser o momento decisivo para aceder ao capital necessário para criar o seu próprio negócio!

 

Incentivos financeiros

Estará também disponível informação sobre os incentivos financeiros a que empresas e empreendedores se poderão candidatar, nomeadamente sobre o "ON.2 – O Novo Norte", cuja entidade de gestão é liderada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN). No âmbito deste programa, os projetos de franchising que se insiram nos objetivos do Eixo Prioritário 1 – Competitividade, Inovação e Conhecimento, poderão candidatar-se.

É através deste Eixo Prioritário que o ON.2 participa do financiamento dos Sistemas de Incentivos do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN / 2007-2013) ao Investimento das Empresas, no que respeita às microempresas da região do norte e, em alguns casos, às suas associações empresariais.

Alguns exemplos de temáticas que poderão concorrer a estes apoios são os projetos de eficiência energética, de oferta de serviços inovadores, de novas tecnologias, etc..

Mas os incentivos disponíveis para quem quer criar o seu próprio negócio não se esgotam no ON.2, há também alguns programas do Programa de Desenvolvimento Rural (Proder) que são elegíveis, em setores e zonas geográficas específicas, entre outros. Embora, a necessidade de reduzir os gastos do Estado, por causa da situação da dívida, tenha obrigado a cortes também neste âmbito.

 

Conceitos diversos

O Franchise Show vai apresentar muitas alternativas para a criação do próprio negócio ou mesmo de autoemprego. Devido à difícil conjuntura económica, muitos franchisadores/masters decidiram reduzir os direitos de entrada, o investimento inicial e/ou os royalties e alguns permitem mesmo o pagamento faseado do investimento inicial.

No certame vão estar marcas de vários setores de atividade, como estética, publicidade online e offline, agências de viagem, consultoria financeira e seguros, formação e ensino, apoio domiciliário, mediação de obras, reciclagem, condomínios, arranjos expresso, energias alternativas e contabilidade.

Uma novidade desta edição deste salão, e nas feiras de franchising em Portugal, vai ser a zona dedicada a oportunidades para master, com a presença de várias marcas internacionais que procuram um master no nosso país.

 

Espaços de informação e formação

Mas na feira, os potenciais franchisados podem ter acesso também a toda a informação e formação, sobre o franchising.

No Fórum de Criação de Negócios – novo espaço de debate já inaugurado na feira do franchising do primeiro semestre – os interessados poderão ouvir especialistas das áreas jurídica e financeira, além de franchisados e franchisadores que irão falar da sua experiência. "Este espaço oferece aos empreendedores uma perspetiva prática complementar à exposição", afirma a diretora do IIF.

À margem do certame haverá também um curso, um seminário e um workshop para quem que conhecer de forma mais aprofundada este modelo de negócio. O IIF volta a disponibilizar para os potenciais franchisados o curso "Como Montar um Negócio em Franchising" e para empresários o seminário "Como Estruturar e Gerir uma Rede em Franchising", cujas inscrições dão entrada gratuita na feira. (Ver caixa)

Em parceria com o "Movimento Empreenda por favor!", terá também lugar o workshop "Empreenda Por Favor, em franchising!", cuja participação (gratuita) dará direito a um desconto de 45% no bilhete de um dia do Franchise Show. EMÍLIA FREIRE

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui