Procura de assessoria financeira vai aumentar

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

 

/images/textoimagens/fullsize/3120.jpg A profissionalização tem de ser a marca da consultoria financeira defende o diretor-geral da Resolve. João Pereira considera que a procura por estes serviços vai crescer, pelo que há espaço para novas redes. A marca vai apostar em novas parcerias.

 

/images/textoimagens/fullsize/3120.jpg

 

A profissionalização tem de ser a marca da consultoria financeira defende o diretor-geral da Resolve. João Pereira considera que a procura por estes serviços vai crescer, pelo que há espaço para novas redes. A marca vai apostar em novas parcerias.

NEGÓCIOS&FRANCHISING – Como caracteriza o setor da consultoria financeira em Portugal? Quais os desafios de liderar uma rede de consultoria financeira na atual conjuntura?
JOÃO PEREIRA – O setor de assessoria financeira em Portugal está numa fase de consolidação e de profissionalização. Só os assessores financeiros profissionais e com formação adequada, integrados em estruturas comerciais organizadas em redes de assessoria financeira poderão desenvolver-se e aumentar a sua quota de mercado.

N&F – Considera que em 2011 haverá um aumento da procura destes serviços, mesmo com o quadro económico desfavorável ou até por causa dele?
JP – Nos próximos anos, podemos contar com um aumento da procura dos serviços de assessoria financeira, visto que o mercado já compreendeu que poderá usufruir de uma redução dos seus custos financeiros se recorrer a um profissional para a negociação de financiamentos com as entidades bancárias.

N&F – Considera que existe margem para crescimento das atuais redes e aparecimento de novas?
JP – O mercado de assessoria financeira está numa fase de consolidação e profissionalização, por isso há espaço para bons profissionais e boas estruturas empresariais.

N&F – Quais as principais dificuldades e obstáculos à atividade?
JP – Neste momento o fator humano é essencial à nossa atividade. O nosso maior desafio é, por isso, recrutar profissionais com talento e com potencial para o setor de assessoria financeira.

N&F – Que áreas/serviços tiveram melhor performance em 2010? E estão previstas inovações, novas áreas de negócio este ano?
JP – A assessoria para o financiamento da habitação própria foi o setor mais importante da nossa atividade no último ano fruto da procura do mercado. Em 2011 iremos lançar novos programas de parcerias e programas de afiliados, os quais permitirão alargar a rede e aumentar o volume de negócios.

N&F – A rede aumentou em 35% a contratualização de financiamentos, qual a divisão entre empresas e particulares?

JP – Em 2010, fizemos 1 077 contratos de assessoria financeira e mediámos com sucesso a contratação de 20 milhões de euros de financiamentos para famílias e microempresas. Deste negócio, aproximadamente 80% são particulares com financiamentos para crédito habitação. Atualmente, a área onde existe maior carência de aconselhamento financeiro, e por conseguinte mais oportunidade de negócio, é no segmento dos particulares. EMÍLIA FREIRE

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.