Retalhistas e experiência de compra

Retalhistas londrinos integram o digital na experiência de compra em loja

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Oxford Street é há muitos anos uma das ruas londrinas com mais retalhistas por metro quadrado, onde marcas de luxo possuem lojas lado a lado de pequenas lojas de souvenirs e marcas de pronto a vestir internacionais. De acordo com o Econsultancy, apesar de terem portas abertas há muitos anos e terem alguns clientes fiéis, as lojas de Oxford Street também estão a ser transformadas pela revolução digital e muitas estão a adotar estratégias inovadoras para integrar a tecnologia na experiência de compra em loja.

Mas quem são, afinal, as marcas e as lojas que melhor estão a integrar a experiência online na experiência offline? O site Econsultancy dá alguns exemplos de retalhistas presentes em Oxford Street que estão a apostar numa experiência disruptiva para reter os clientes que já não procuram apenas um atendimento de excelência em loja.

Clarks
A Clarks é dos poucos retalhistas que permite comprar online nas lojas físicas. Para além disso, a marca passou a disponibilizar Wi-Fi em quase todas as suas lojas.

Aldo
De acordo com o site, não se pode dizer que a marca integre já a experiência de loja com a experiência de compra online, no entanto, já começou a incentivar a visita ao seu website em todas as portas das suas lojas.

H&M
Segundo o Econsultancy, na loja de Oxford Street da H&M não existe nada na loja ou à entrada da loja que sugira a presença da marca online, no entanto, a retalhista possui já um tablet em loja que permite aos clientes responder a um questionário acerca da experiência de compra.

John Lewis
A John Lewis é uma das que melhor integra a experiência online na experiência offline. Para além de disponibilizar um serviço click & collect, a marca disponibiliza ao longo de toda a sua loja de Oxford Street vários sinais com o endereço do seu site, onde os clientes podem realizar as compras.
Para além dos sinais, existe ainda na loja um computador onde os clientes podem aceder à loja online do retalhista.

TopShop
A TopShop também possui um serviço click & collect, mas a grande diferença em relação aos restantes retalhistas de Oxford Street na integração do digital diz respeito à informação disponibilizada no espaço de loja. Para além das opções para a entrega dos produtos comprados online, a marca informa ainda os clientes que podem comprar online aquilo que não consigam encontrar em loja.

Primark
Apesar de não possuir ainda um site com loja online, a marca redesenhou todo o seu website para ser responsive e ‘mobile friendly’. Parte dessa restruturação levou à criação da Primania, uma comunidade online que permite aos clientes da marca partilhar fotografias dos seus visuais com as roupas da retalhista, comunidade essa que é promovida em dois ecrãs nas montras da Primark em Oxford Street.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.