2502-hugobossavenidadaliberdade

Sete das dez maiores marcas de luxo da Europa já estão na Avenida da Liberdade

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Avenida da Liberdade, em Lisboa é atualmente “o destino de compras de luxo em Portugal, recebendo cada vez mais marcas vocacionadas para o consumidor deste tipo de artigos”, explica a JLL. De acordo com a consultora, a avenida mais cara do país conta já com sete das dez maiores marcas de luxo da Europa.

De acordo com a JLL, no seu estudo “Lisbon Street Shopping: A afirmação do comércio de rua em Lisboa”, este eixo conta atualmente com cerca de 60 marcas ao longo dos seus 1000 metros de comprimento.

Os estrangeiros, principalmente os de origem brasileira, chinesa, russa e angolana, são os principais compradores de bens de luxo na Avenida da Liberdade, gastando em média 871 euros, diz a JLL, sublinhando ainda que o turismo tem sido uma das alavancas mais importantes para o comércio de rua e, em concreto para os bens de luxo, cuja procura é feita essencialmente por estrangeiros.

Para Patrícia Araújo, head of Retail da JLL Portugal, “é interessante notar que temos hoje, em Lisboa, cada vez mais zonas de compras demarcadas e consolidadas, nas quais cada segmento encontrou o seu lugar e o seu target. A avenida da Liberdade é a morada de eleição do luxo, com uma presença cada vez maior de reconhecidas cadeias internacionais, motivada em parte pela crescente procura de estrangeiros de origem brasileira, chinesa, russa e angolana”.

O estudo da JLL sublinha que a procura por parte das grandes marcas internacionais tem crescido nos últimos anos neste destino, onde 53% dos lojistas presentes são atualmente de origem estrangeira. Esta procura tem feito aumentar a lista de espera para conseguir um espaço, e apesar das alterações à Lei do Arrendamento (em 2012) terem aberto uma janela de oportunidade por parte da oferta, esta continua a ser insuficiente face à procura que tem surgido.

O setor de moda/acessórios é o que tem maior peso na oferta desta artéria, concentrando 54% da área ocupada. Na oferta deste tipo de artigos, o segmento de luxo tem um peso de 55%, seguindo-se os artigos premium, com 37%. Do total de área ocupada, outros 25% são para restauração, com uma oferta que integra desde os ambientes mais requintados aos mais modernos e descontraídos, sobretudo dirigidos aos executivos que trabalham naquela que é a principal zona de escritórios da cidade, e aos turistas, que também aqui encontram os principais hotéis 5 estrelas de Lisboa. A relojoaria e joalharia concentram 11% da área ocupada, conjugando joalheiros tradicionais portugueses com as insígnias de renome internacional.

Até final do ano são ainda esperadas cinco novas lojas na Avenida da Liberdade, nomeadamente da Fendi Casa Collection, Guess, Boutique dos Relógios Plus, Hugo Boss e Hackett, que elevará para 10 o número de aberturas este ano. 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.