Selecione as oportunidades de franchising

Selecione as oportunidades de franchising

Existem perto de 500 oportunidades de franchising em Portugal distribuídas por vários setores e com diferentes níveis de investimento. A análise de uma oportunidade leva tempo e requer aprofundar informação, por isso pense bem com que negócios de identifica e limite o número de conceitos a analisar.

Sobre a escolha da marca, o Bruno Santos, diretor-geral da Trema refere que “muitas vezes, contactam-me e perguntam ‘o que é que está a dar’, mas o que interessa não são os setores da moda e sim que o negócio escolhido seja a cara do franchisado”. E adianta: “é importante saber ‘casar’ o franchising com a pessoa, não há bons negócios para toda a gente”.

Importa assim perceber o que o mercado oferece e escolher as opções mais adequadas ao seu perfil e capacidade de investimento. Selecione as marcas para as quais tem capacidade de investimento de modo a evitar o excessivo endividamento.

Como já dissemos, existem inúmeras oportunidades, a que pode ter acesso nos vários diretórios nacionais e internacionais, mas terá de limitar o leque de opções. Faça-o respondendo honestamente a algumas condicionantes pessoais e financeiras. Qual a sua disponibilidade pessoal? Pretende dedicar-se ou não a tempo inteiro ao negócio? A sua família apoia a sua decisão e está preparada para o arranque do seu negócio, quer do ponto de vista da disponibilidade de tempo, quer do ponto de vista financeiro?

A melhor aposta é começar por escolher os setores que realmente lhe interessam. Outro ponto a ter em atenção é que muitos dos negócios exigem a abertura de uma loja e, neste caso, os investimentos podem ser bastante elevados, sobretudo se o tipo de negócio implicar uma boa localização. Ao analisar os valores de investimento avançados em publicações especializadas como diretórios ou revistas, tenha em atenção que, por norma, não incluem o custo do espaço.

 

Analise o conceito e o mercado

Depois de ter selecionadas as marcas ou os setores que lhe interessam, faça um estudo detalhado do negócio e do mercado onde pretende desenvolver a sua atividade.

Marta Miraldes, managing partner da SBI-Consulting, alerta que um dos principais erros que os potenciais franchisados fazem “é não pesquisar informação suficiente. É preciso pesquisar TUDO, sobre a marca e o franchisador, além de comparar entre marcas do mesmo setor e falar com franchisados dessas marcas”. Até porque, quando estamos a falar de um negócio onde, por vezes, se colocam poupanças de uma vida, é preferível investigar tudo, certo?

Avaliar o prestígio das marcas que lhe interessem é um dos passos a seguir, para além dos aspetos que distinguem o conceito do negócio da restante concorrência e se foi testado com sucesso no mercado nacional. A managing partner da SBI-Consulting salienta precisamente que “outro dos erros que os franchisados fazem habitualmente é acharem que um conceito que funciona bem em Espanha ou nos Estados Unidos funciona em Portugal, é preciso pesquisar”.

Obviamente que depende muito do produto ou serviço, mas a localização é sempre um fator-chave a considerar. Quanto à seleção do local tenha em conta o potencial de vendas da zona, concorrência local, tendências de compra, volume de tráfego de público na zona, as condições de acesso, vias de comunicação, meios de transporte e facilidades de estacionamento.

O diretor-geral da consultora Trema considera que é a partir da localização que “deve ser analisado o mercado local, se se justifica levar este negócio para aquela cidade/zona, visitar e analisar também lojas em sítios idênticos e falar com franchisados de cidades idênticas, com o mesmo perfil de loja”. Bruno Santos adianta ainda que “depois, o plano de negócios também deve ser adaptado à realidade da zona/cidade”. Assim, estude com especial atenção a concorrência do produto/serviço a nível de outras marcas e em termos locais, as necessidades que o produto/serviço satisfaz e quem é o público-alvo.

 

Tenha em atenção

– Pense bem com que negócios se identifica

– Limite o número de conceitos a analisar

– Escolha as opções mais adequadas ao seu perfil e capacidade de investimento

– Muitos negócios exigem a abertura de uma loja e, neste caso, os investimentos podem ser bastante elevados, sobretudo se o tipo de negócio implicar uma boa localização.

– Ao analisar os valores de investimento tenha em atenção que, por norma, não incluem o custo do espaço.

– Pesquise tudo sobre a marca e o franchisador. Compare entre marcas do mesmo setor e fale com franchisados dessas marcas.

– Avalie o prestígio das marcas que lhe interessem bem como os aspetos que distinguem o conceito do negócio da restante concorrência.

6 erros a evitar

Marta Miraldes, managing partner da SBI-Consulting, que já ajudou centenas de empreendedores a elaborarem os seus Planos de Negócio, deixa aqui alguns alertas para os principais erros que os potenciais franchisados fazem, “optando, muitas vezes, pelo facilitismo”:

1_ Não pesquisar informação suficiente sobre a marca e o franchisador;

2_ Não falar com outras marcas e franchisados dessas e da marca preferida;

3_ Acreditar totalmente nos planos de viabilidade que as marcas lhes dão;

4_ Acreditar que um conceito que funciona bem em Espanha ou nos Estados Unidos funciona em Portugal;

5_ Não verificar se o franchisador tem unidade própria e se o negócio e o modelo estão mesmo testados;

6_ Pensar que não têm de dar satisfações à marca, querendo gerir tudo à sua maneira.

 

(Visited 464 times, 1 visits today)