Criação de novas empresas aumenta 24% em fevereiro

Criação de novas empresas aumenta 24% em fevereiro

As constituições de novas empresas registaram um crescimento de 24% em fevereiro, com um total de 4668 novas empresas criadas. Os números são da Iberinform, análise realizada pelo Grupo Crédito y Caución, que revela ainda uma diminuição de 1% no número de insolvências no período em análise, com um total de 494 empresas a declararem-se insolventes.

De acordo com o estudo, Lisboa e Porto são os distritos com mais insolvências, 201 e 257, respetivamente. Em relação a 2018, verifica-se uma diminuição de 24,4% em Lisboa e um aumento de 29,1% no Porto. Os distritos com decréscimos mais acentuados são Vila Real (-43,8%), Évora (-38,5%), Beja (-28,6%), Lisboa (-24,4%), Viseu (-22,2%), Portalegre (-20%) e Madeira (-18,5%). Por outro lado, os distritos com maiores aumentos foram Horta (+200%), Ponta Delgada (+125%), Bragança (+120%), Angra do Heroísmo (+ 66,7%), Coimbra (+ 47,8%), Braga (+36%) e Faro (+35.7%).

O estudo refere ainda que os setores com maiores diminuições no número de insolvências foram Eletricidade, Gás, Água (-66,7%), Indústria Extrativa (-50%), Construções e Obras Públicas (-10,1%), Comércio por Grosso (-9,8%) e Outros Serviços (-5,3%). Os maiores aumentos registaram-se os setores de Telecomunicações (+100%), Transportes (+36,8%), Indústria Transformadora (+26,6%), Agricultura, Caça e Pesca (+25%), Comércio a Retalho (+8,4%) e Hotelaria e Restauração (+1,3%).

4668 novas empresas criadas em fevereiro

No que diz respeito às constituições de empresas, em fevereiro deste ano foram criadas 4668 novas empresas em Portugal, um aumento de 899 face ao período homólogo. No acumulado do ano foram já constituídas 11330 novas empresas, mais 25,1% que em 2018 e mais 44,5% que em 2017.

Os aumentos mais significativos verificam-se em Lisboa com 3569 novas empresas constituídas (+15%) e no Porto com 2062 empresas (+24,4%). Apenas o distrito de Angra do Heroísmo vê as constituições descerem de 31 em 2018 para 27 em 2019 (-12,9%).

Com maiores variações surgem os setores de Transportes que evoluiu de 316 constituições em 2018 para 743 em 2019 (aumento de 135,1%), Construção e Obras Públicas, de 960 para 1445 em 2019 (+50,5%), Indústria Extrativa, com 14 novas constituições versus 10 em 2018 (+40%), Agricultura, Caça e Pesca, de 232 para 322 em 2019 (+38,8%) e Indústria Transformadora que aumenta de 526 para 675 em 2019 (+28,3%). O setor de Telecomunicações registou um decréscimo de 8,3% face a 2018 passando de 24 para 22 novas constituições em fevereiro de 2019.