Já nasceram 37 825 novas empresas em Portugal este ano

Já nasceram 37 825 novas empresas em Portugal este ano

Outubro ficou marcado pelo aumento (8,9%) do número de constituições de empresas em Portugal, para um total de 3680. Os números constam do Iberinform, da Crédito y Caución, que revela ainda que no acumulado do ano, o número de constituições de novas empresas aumentou 9,9%, para 37 825 novas empresas.

“O número mais significativo de constituições verifica-se em Lisboa, com 13 164 empresas, e um aumento de 14,3% face a 2017. No entanto, o maior aumento (20%) acontece no distrito de Setúbal, com um total de 2837 novas constituições. O Porto é o segundo distrito em valores absolutos, 6798 novas empresas, e o terceiro em crescimento (13,5%)”, indica o estudo.

Os setores com maiores aumentos em relação a 2017 são: Transportes (57,1%), Indústria Extrativa (22,2%) e Construções e Obras Públicas (19,9%). O setor de Agricultura, Caça e Pesca é o que mais perde relativamente ao ano passado (-23,2%).

Insolvências em rota ascendente

Mas apesar de o número de novas empresas estar a crescer, as insolvências também continuam a subir, com 732 a declararem-se insolventes, em Portugal, no mês de outubro, mais 12,8% do que no período homólogo. O acumulado também apresenta valores acima dos verificados em 2017, com mais 133 insolvências (2,6%).

Lisboa e Porto mantêm a liderança com totais de 1393 e 1229 insolvências, respetivamente. No entanto, no comparativo com o ano anterior, Lisboa tem uma diminuição de 1,3% e o Porto aumenta 16,7%.

Por setores, apenas cinco, que representam 41,2% das insolvências registadas, têm valores inferiores a 2017: Telecomunicações (- 44,4%), Hotelaria e Restauração (-6,4%), Construções e Obras Públicas (-2,9%), Comércio a Retalho (-2,2%) e Transportes (-2%). Dos oito setores com aumentos, os mais acentuados verificam-se na Indústria Extrativa (137,5%), Agricultura, Caça e Pesca (20%) e Comércio por Grosso (16,1%).