Central de negociação de compras do DIA e do Intermarché quer fechar contrato com 50 fornecedores

Central de negociação de compras do DIA e do Intermarché quer fechar contrato com 50 fornecedores

A Cindia, nova central de negociação de compras conjunta do DIA e do Intermarché, deverá ter 50 contratos fechados com fornecedores até setembro deste ano, o que representará vendas no valor de 600 milhões de euros. De acordo com as insígnias, pelo menos metade dos fornecedores serão nacionais.

A notícia foi avançada durante um encontro com a imprensa em que os responsáveis pelas insígnias explicaram que a parceria tem como objetivo ganhar competitividade no mercado nacional através da negociação de preços.

Anne Saintemarie, administradora do Intermarché, explicou que os fornecedores da nova central terão acesso a um total de 864 pontos de venda das duas insígnias, que juntas representam no mercado nacional uma quota de 17%.

A equipa da Cindia conta atualmente com seis negociadores que trabalham em nome do Grupo Os Mosqueteiros, dono do Intermarché, e contará com o apoio do DIA, que deverá encontrar os preços mais competitivos para uma gama de produtos do segmento alimentar, drogaria e perfumaria.