Centros Fenómeno: o futuro do treino pessoal

Com a meta de inaugurar três novas unidades em Portugal até ao final do ano, a Centros Fenómeno é uma rede de centros desportivos inovadora. Releia o artigo publicado pela revista NEGÓCIOS & FRANCHISING na edição de abril/maio de 2017.

Assumindo-se como “o futuro do treino pessoal”, a rede espanhola Centros Fenómeno acaba de chegar a Portugal. O método é inovador, aplicando as ferramentas e a tecnologia de alto rendimento e do desporto profissional a um treino pessoal, adaptado a todos os públicos.

Criado há dez anos na Universidade de Toledo, em Espanha, por uma equipa multidisciplinar de licenciados em ciências do desporto, biomecânica, médicos, fisioterapeutas e desportistas de alto rendimento, o Método Fenómeno conta com a sua própria equipa de Investigação e Desenvolvimento. Com nove centros em Espanha e na Colômbia, a marca resolveu apostar no mercado português por este ser “muito parecido com o espanhol”, garante Teresa Macedo Dias, da consultora de franchising MD World, que representa a marca em Portugal.

Baseado no controlo exaustivo dos clientes, todos os praticantes de exercício num Centro Fenómeno são monitorizados com uma banda que mede a variabilidade da frequência cardíaca. Isto permite que tanto o treinador como o cliente vejam, em tempo real e num televisor, a resposta do corpo ao treino.

“No primeiro dia num Centro Método Fenómeno é realizada uma avaliação do estado físico do cliente onde, através de uma série de provas, se valorizam as cinco capacidades que influenciam a atividade física: dados sobre a saúde, composição corporal, flexibilidade, força e resistência. Através desta avaliação gera-se um relatório com uma determinada pontuação Fenómeno, que servirá para criar um plano personalizado de três meses, garantindo assim uma estratégia de trabalho focada nas capacidades reais a melhorar.”

Mas, para além da monitorização dentro dos centros de treino, os Centros Fenómeno também fazem uma análise do estilo de vida dos clientes, através da instalação de um monitor Holter durante 24 horas para aferir o nível de stress, da qualidade de sono e consumo metabólico do cliente, ou seja, quantas calorias, gorduras e carboidratos, por exemplo, são consumidos ao longo de um dia. Isto permite um controlo nutricional completamente personalizado.

Medir para melhorar

“A monitorização é o que permite ao treinador controlar e garantir em tempo real a execução do plano para cada sessão de treino, sabendo a todo o momento como o cliente está a responder ao treino”, explica a consultora de franchising. “Após 15 treinos, o treinador repetirá a avaliação inicial para poder comparar com o primeiro relatório, analisando a evolução e o progresso de cada uma das capacidades valorizadas, que vai de encontro ao nosso slogan: ‘O que não se mede, não se pode melhorar’.”

Ainda sem unidades em Portugal, a Centros Fenómeno tem como prioridade a abertura de novos centros em Lisboa e no Porto. O objetivo para este ano é inaugurar dez novas unidades em Espanha e três em Portugal.

O investimento inicial na marca é de 80 mil euros, sendo que os royalties rondam os 700 euros mensais e não existe taxa de publicidade. “O Método Fenómeno é uma franquia viva no seu aspeto técnico. Temos uma equipa de I&D própria que trabalha para que esta metodologia seja melhor ainda, adaptando as novas tecnologias e avanços ao Método Fenómeno. Na secção de negócios somos uma empresa ativa, que tem um protocolo de vendas conferido, que permite que tanto a percentagem de captações e de vendas como a de renovação de clientes seja muito alta.”

A marca oferece ainda apoio contínuo ao franchisado, quer nos aspetos técnicos quer comerciais do negócio. “São formações extensas e com muito conteúdo, mas de grande importância para garantir o correto funcionamento da marca”, sublinha Teresa Macedo Dias, acrescentando que “o serviço de desenho gráfico e de publicidade, campanhas de marketing, formação contínua mensal, gestão de redes sociais e do website, promoção na imprensa escrita e na rádio, e patrocínio de desportistas são algumas das ações centralizadas na marca”.

A estimativa de retorno do investimento num Centro Fenómeno é de 15 meses, para uma faturação anual que se deverá situar nos 150 mil euros no primeiro ano.

Quanto ao perfil de franchisado pretendido, a rede espanhola procura dois tipos de investidores: empresários empreendedores que queiram gerir o seu negócio de forma direta ou empresários investidores que procurem um modelo de negócio rentável e gerido por terceiros.