franchisado e franchisador

Comunicação entre franchisador e franchisado é “crucial”

De acordo com a revista brasileira Pequenas Empresas & Grandes Negócios, o essencial para garantir o sucesso de uma estratégia de comunicação foi consensual entre os franchisadores presentes.

Organização

A Home Instead, rede especializada em cuidados para idosos, foi uma das marcas que marcou presença para partilhar a sua experiência. Ethan Deas, responsável pela comunicação da rede, contou que há algum tempo atrás a comunicação da marca com os franchisados consistia apenas no envio de uma newsletter mensal com 25 notícias e tutoriais. “Ouvíamos muitas vezes por parte dos franchisados que quando recebiam uma nova newsletter é que se lembravam que nem sequer tinham aberto a anterior”, referiu. A solução passou por mudar de estratégia. Hoje, a marca conta com um portal para franchisados onde é possível consultar várias informações uteis e de acordo com as necessidades de cada um dos franchisados. Para além disso, a Home Instead criou um fórum de discussão que permite partilhar ideias e esclarecer dúvidas.

Concisão

Tamara Kennedy, franchisada da rede Taco John’s com um total de nove unidades à sua responsabilidade, contou também que quando começou a investir no franchising chegava a receber manuais sobre a rede com mais de 30 páginas, muitas das quais nunca lia. “O que acontecia é que era preciso ler boa parte do manual para saber, por exemplo, que iria existir uma promoção especial”, contou.

Agora, para passar essas informações aos gerentes e funcionários das suas lojas, a gestora lê e reedita o material que chega da marca. Todas as informações importantes são resumidas numa única página.

Preparação

Por outro lado, James Satterfield, presidente da consultora de gestão de crises Firestorm, acredita que o mais importante é estar sempre preparado antes que um problema ocorra. “O franchisador deve coordenar e ordenar, internamente, as atitudes que serão tomadas em relação à crise. Depois, preparar o material que poderá ser publicado ou distribuído sobre a marca. E, terceiro, definir que instituições deverão ser notificadas”, referiu.