Censos do franchising

Franchising gerou 5,1 mil milhões de euros em 2016

O franchising foi responsável por 2,79% do PIB nacional em 2016, gerando um volume de negócios de 5,1 mil milhões de euros. As conclusões constam do 22º Censo do Franchising, realizado anualmente pela IFE – International Faculty for Executives (que edita a revista NEGÓCIOS & FRANCHISING).

De acordo com o estudo agora publicado, no ano passado, o franchising criou um total de 117 450 postos de trabalho, cerca de 2,55% dos empregos do país. Para além disso, o sector do franchising registou 574 marcas a operar em Portugal, mais 22 marcas do que no ano anterior.

O Censo do Franchising revela ainda que o número de postos de trabalho em regime de franchising aumentou 1,06% face a 2015. Já o volume de negócios gerado aumentou 0,06% face ao período homólogo.

Para além disso, ficamos a saber que em 2016, os conceitos de baixo investimento continuaram a dominar no universo do franchising, com 47% dos conceitos de negócio a corresponderem a investimentos até 25 000 euros. No que diz respeito aos setores, os Serviços mantêm-se como setor dominante, correspondendo a 57,3% dos negócios em franchising. Ao nível das competências, ‘Espírito empreendedor’ e ‘Perfil Comercial’ são as aptidões mais valorizadas pelas marcas na seleção de futuros franchisados.

Os dados foram conhecidos um dia antes do arranque da Expofranchise, a maior feira de franchising do país que este ano se realizou no MEO Arena, com mais de 50 marcas presentes.