Loja do Condomínio aumenta faturação em 7,6%

Loja do Condomínio aumenta faturação em 7,6%

A Loja do Condomínio, empresa que opera em franchising, viu a sua faturação crescer cerca de 7,6 pontos percentuais em 2015.

Para além disso, em 2015, na rede LDC, a média de quotas mensais de condomínio na área da Grande Lisboa rondava os 52 euros, no Grande Porto rondava os 54 euros, no Algarve a média mensal foi pouco superior a 51 euros, enquanto no resto do país a média não ultrapassou os 34,6 euros mensais. A média da quota mensal de condomínio, a nível nacional, fixou-se nos 48 euros.

“A atividade de administração de condomínios revela uma trajetória de crescimento, assente nas necessidades de, cada vez mais, consumidores que optam pela administração profissional de condomínios, tendo em conta a disponibilidade de metodologias e instrumentos necessários para resolver os problemas dos seus edifícios”, explica a marca.

Sobre o sector, a LDC refere que nos últimos anos “o sector de administração de condomínios tem operado numa dicotomia, entre o agravamento dos problemas dos condomínios e o crescimento da atividade. Porém, é precisamente devido ao agravamento dos problemas do parque habitacional que se regista um crescimento da atividade deste sector, tendo em conta o aumento da necessidade de recorrer a profissionais qualificados e especializados que, em conjunto com os condóminos, encontrem as melhores soluções para a gestão e conservação dos edifícios.”

Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio, explica que “Espanha introduziu, em 2015, uma medida que vem obrigar todos os administradores de condomínio a declarar nas finanças a identificação de todos os prestadores de serviço e valores faturados ao condomínio, sempre que no seu conjunto representem uma faturação superior a 3005 euros anuais. Incluem-se aqui a manutenção de elevadores, prestadores de serviços -eletricistas, canalizadores, limpezas, entre outros- bem como entidades que realizem qualquer tipologia de obra. Este tipo de medidas contribui, de forma significativa, para criar maior transparência, legalidade e livre concorrência, e para combater a evasão fiscal, neste sector”.

A Loja do Condomínio opera em Portugal desde 2002, através de uma rede com 73 franchisados e 600 colaboradores.

(Visited 38 times, 1 visits today)