Loja do Condomínio participa Congresso Nacional de Condomínios

Loja do Condomínio participa Congresso Nacional de Condomínios

A Loja do Condomínio (LDC) vai participar, no próximo dia 9 de abril, no II Congresso Nacional de Condomínios, evento organizado pela Debates & Discursos. O evento realiza-se no Auditório da União das Associações do Comércio e Serviços, em Lisboa, e colocará em debate questões chave para o setor como questões relacionadas com as dívidas ao condomínio, dúvidas que a legislação atual levanta e alterações à lei.

De acordo com a LDC, trata-se de um evento dirigido a advogados, solicitadores, agentes de execução, empresas de condomínio, arrendatários, inquilinos, departamentos jurídicos de empresas, instituições estatais, banca, gestores de condomínio, arquitetos, empresas de gestão, imobiliárias, construtores e entidades que tenham interesse em temas como as competências da gestão de empresas de condomínios, a importância da administração de condomínios na valorização do património imobiliário, responsabilidades dos arrendatários e os desafios do setor.

O evento, composto por 16 intervenções de entidades especializadas nas diferentes áreas abordadas, conta com a moderação do Juiz Desembargador Eurico Reis, do Tribunal da Relação de Lisboa, e de Helena Tomás, da Universidade Autónoma de Lisboa.

Paulo Antunes, CEO da Loja do Condomínio e partner do evento, refere que “é impossível manter um espaço urbano digno, quando nele se inserem edifícios em elevado estado de degradação. São necessárias políticas públicas que visem aumentar a eficiência e o rigor da gestão dos condomínios. A legislação e regulamentação existentes são inadequadas ou omissas, face ao contexto fiscal dos condomínios, o que permite que estes se transformem num foco de evasão fiscal e concorrência desleal, por parte dos prestadores de serviços aos condomínios. Para criar um mercado com regulamentação adequada é necessário instituir medidas legislativas que definam um maior rigor e profissionalismo no sector de gestão de condomínios, quer seja assumida por empresas ou condóminos”.