Procuram-se empreendedores entusiastas…e divertidos!

Procuram-se empreendedores entusiastas…e divertidos!

Conta com apenas dois anos de operação no mercado espanhol, mas viu em Portugal uma oportunidade: a MiniYob quer marcar presença nas praias e rios portugueses.

É uma empresa jovem e para jovens, sejam estes só de idade ou de espírito. Fundada em 2015, em Espanha, a MiniYob dedica-se às atividades de lazer, nomeadamente em meio aquático, oferecendo produtos inovadores que irão agradar a miúdos e graúdos.

“A MiniYob é uma empresa muito jovem e que vem cobrir um nicho de mercado com um amplo futuro, baseado no entretenimento aquático”, salienta a consultora Teresa Macedo Dias, da MD World, que representa a marca espanhola em território nacional. “Oferece ao empreendedor de auto-emprego uma possibilidade de um negócio fácil de gerir e muito rentável”, acrescenta.

A marca de lazer aquático resolveu expandir-se na Península Ibérica porque Portugal representa “um grande nicho de mercado existente”. Além disso, com o seu longo litoral e muitos cursos fluviais, Portugal tem exatamente as zonas prioritárias de expansão que a MiniYob procura: “Áreas costeiras e com grandes superfícies aquáticas, como rios.”

Scooter ou caiaque?

Para além de serviços de lazer aquático, que serão revelados em breve, a MiniYob conta com dois produtos inovadores – a Aquascooter e o Zayak. A primeira é, como o nome indica, uma scooter aquática, a única do mundo totalmente portátil e submergível, que funciona a gasolina, podendo “arrastar” um passageiro tranquilamente pela água a 8km/h. Com apenas sete quilos de peso, pode ser usada por pessoas de todas as idades e adapta-se a vários desportos aquáticos.

Já o Zayak, por seu lado, consiste num dispositivo de flutuação rígido que permite aos utilizadores flutuar sobre a água, enquanto observam o fundo marinho através de uma máscara de neoprene altamente ventilada e de uma janela panorâmica. O Zayak tem capacidade para carregar utilizadores até 136 quilos.

Ancorada nestes dois produtos – que podem ser comprados ou alugados nas unidades da rede -, a marca tem como objetivo abrir entre três a quatro unidades até ao final do ano em Portugal.

Segundo a marca, os franchisados devem ser tão divertidos quanto o próprio negócio, já que a MiniYob está à procura de “empreendedores ativos e com dotes comerciais”, mas também “entusiastas e motivadores”. Para apostar nesta franquia espanhola de lazer aquático, os investidores terão que dispensar 45 mil euros (mais IVA), bem como 2% do volume de negócios mensal em taxa de publicidade. A faturação anual prevista é de 150 mil euros, o que significa que o investimento inicial pode ser garantido em dez meses.

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui

(Visited 426 times, 1 visits today)