Rede espanhola de spa de unhas chega a Portugal

Rede espanhola de spa de unhas chega a Portugal

Depois de firmar o seu nome no país vizinho e na América do Sul, a D-Unhas quer aproveitar a proximidade de Portugal e as economias de escala existentes para se expandir em território nacional.

Fundada por uma economista e auditora de contas e por uma especialista em recursos humanos, a D-Unhas surgiu em Málaga, Espanha, em 2005, com a abertura dos seus dois primeiros salões. Perante o sucesso obtido pela marca, a rede de spas de unhas e de beleza enveredou pelo franchising no país vizinho logo no ano seguinte. Passados quatro anos, em 2010, já contava com 30 centros em Espanha, sendo líder no seu setor.

Em 2011, a marca espanhola iniciou o seu processo de internacionalização na América do Sul, que começou no México e passou depois por aberturas no Peru, Brasil, Argentina, Panamá, Colômbia e Nicarágua.

Em 2017, já com 130 salões em oito países, a marca chegou finalmente a Portugal, com o objetivo de abrir algumas unidades no país, sem qualquer restrição em termos de localização. Segundo Teresa Macedo Dias, fundadora da consultora de franchising MD World, que representa a D-Unhas no mercado nacional, a prioridade para a rede de spas são “os municípios mais populosos e os maiores centros comerciais do país”.

“A D-Unhas é uma marca especializada em manicures e pedicures, focada na qualidade dos serviços e produtos, e nos mais altos padrões de higiene. Oferece também uma ampla variedade de serviços de beleza, como ‘eyes beauty’, tratamentos faciais e depilação”, afirma.

Seleção rigorosa

Uma marca recente no mercado, a D-Unhas quis aproveitar a proximidade geográfica e as semelhanças entre os dois mercados, bem como algumas economias de escala, para alavancar a sua expansão no país vizinho.

Com critérios rigorosos de seleção dos franchisados, a rede procura “pessoas com perfil empresarial, capacidade de gestão de equipas e uma forte iniciativa empresarial. Pode-se entrar neste negócio tanto para autoemprego como para investimento”, destaca a consultora.

O preço do formato base de loja começa nos €29.900, com royalties a partir dos €400 mensais e uma taxa de marketing e publicidade na ordem dos €120 por mês. A faturação inicial deverá rondar os €150.000 por ano: “De qualquer forma, dependerá sempre do envolvimento do franchisado e a boa localização do centro, que são fatores-chave da faturação do mesmo”, destaca Teresa Macedo Dias.

Assim, o retorno do investimento deverá ocorrer entre 12 a 18 meses, período a partir do qual o negócio se torna, obviamente, mais rentável. Por este valor de investimento, a marca oferece ao franchisado formação inicial técnica de gestão, formação continuada, apoio diário na gestão, acompanhamento da evolução do centro, visitas periódicas e ainda diversas ferramentas de marketing digital e de gestão. “Além disso, dispomos de uma central de compras, trabalhando com marcas de reconhecimento internacional de alta gama e também uma linha de produtos de marca própria, o que nos permite assegurar o stock e oferecer preços muito competitivos.”

(Visited 398 times, 1 visits today)