Vendas do Grupo DIA crescem 15% nos primeiros nove meses do ano

Vendas do Grupo DIA crescem 15% nos primeiros nove meses do ano

As vendas do Grupo DIA chegaram aos 7 843 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um crescimento de 15% em moeda local face ao período homólogo. Em comunicado, o grupo explica que na Argentina, Brasil e China, apesar da desaceleração da economia e da queda do real brasileiro, as vendas brutas sob a insígnia situaram-se nos 2 841 milhões de euros, mais 21% em moeda local.

Em Espanha, a evolução das vendas brutas sob a insígnia foi positiva, com um crescimento de 15,2% até aos 4 379 milhões de euros.

“No terceiro trimestre, as aquisições tiveram um efeito negativo de 2,0% nas nossas vendas comparadas em Espanha. Tendo isso em consideração, as vendas comparáveis foram positivas nas lojas de proximidade e o crescimento orgânico na Ibéria alcançaram cifras positivas. A integração das recentes aquisições em Espanha foram terminadas com êxito durante o ultimo trimestre. Quero destacar o trabalho árduo das nossas equipas ao longo do verão para remodelar de acordo com o novo formato as lojas Eroski. Tenho o prazer de confirmar que conseguimos obter ótimos resultados em tempo record com esta aquisição, o que é um desafio neste sector. Continuaremos a ajustar La Plaza de DIA para melhorar os bons resultados iniciais deste modelo. Olhando para o futuro, confirmamos o nosso potencial de crescimento, a idoneidade do nosso plano e o sólido desempenho das nossas unidades de negocio. Por isso estamos confiantes em que vamos alcançar os nossos objectivos a curto prazo e continuaremos a gerar mais crescimento rentável e elevados fluxos de caixa nos próximos anos”, explica Ricardo Currás, CEO de Grupo DIA.

Numa nota enviada às redações, o grupo refere ainda que o resultado líquido ajustado em euros situou-se nos primeiros nove meses do ano nos 165 milhões de euros. Por outro lado, o resultado líquido atribuído retrocedeu 52% em moeda local devido à venda da operação em França no ano passado.

Até ao final de setembro, o DIA contava já com 7583 lojas, mais 876 do que no ano passado.