1723 empreendedores candidataram-se ao projeto Energia de Portugal

A iniciativa ‘Energia Portugal’, que pretende demonstrar a importância da criação de novos negócios e desmistificar as dificuldades ligadas ao lançamento de empresas, recebeu um total de 1723 candidaturas, sendo que a maioria dos candidatos tem já uma ideia do negócio que gostaria de desenvolver.

Dividida em três etapas, a iniciativa vai aproximar ideias, desenvolver projetos e concretizar oportunidades. A primeira fase, de recolha de candidaturas, terminou a 31 de março com 1723 inscrições.

Inicia-se agora a seleção das 200 candidaturas escolhidas que se vão organizar em equipas de 50 elementos para participarem nos bootcamps, a cargo da Fábrica de Startups. As dez equipas que chegarem ao final têm garantida uma audiência com investidores dispostos a escutar as suas ideias de negócio, explica a Sage em comunicado.

A maioria dos candidatos está entre os 26 e os 35 anos, sendo muitos deles do sexo masculino, embora as mulheres representem 30% dos candidatos. Grande parte tem formação superior e 32% uma pós-graduação ou um doutoramento.

O primeiro bootcamp começa já dia 14 de abril e segue-se durante 8 sábados, estando o ‘investment pitch’ agendado para 9 junho.

Os vencedores finais, apresentados no segundo semestre de 2012, vão receber a oferta Startup Sage, uma solução que apoia os empreendedores através de uma bolsa de parcerias de forma a facilitar o arranque dos negócios, com bancos, seguradoras, telecomunicações e ainda um pacote de software crucial para o início de atividade de qualquer startup.

A ‘Energia de Portugal’ é uma iniciativa conjunta entre o Expresso, EDP, Caixa Geral de Depósitos e a Sage Portugal.

(Visited 8 times, 1 visits today)