gestão de redes sociais

Este é o ano de apostar no Facebook

Este é o ano de comunicar no Facebook, dizem os especialistas. Se tem um negócio, está a começar uma empresa ou tem a gestão de um negócio a seu cargo, em 2017 deverá alocar parte do seu budget a este canal. É que de acordo com Manish Dudharejia, especialista em marketing digital que escreve para a Entrepreneur, os anúncios no Facebook irão ultrapassar qualquer outro formato de marketing digital este ano.

  1. Personalização do público-alvo

As campanhas de Facebook são construídas à volta de audiências específicas, sobretudo graças a uma ferramenta chamada ‘Facebook Custom Audience Tool’. De acordo com o especialista, esta ferramenta permite aos marketeers fazer o upload da sua lista de contactos para, assim, lhes fazer chegar determinados anúncios.

Isto é importante não só para grandes empresas com grandes estruturas montadas e milhões de contactos, como para pequenas empresas. Exemplo disso é a campanha do agora presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump: na última semana de campanha, o empresário investiu 150 milhões de dólares em anúncios no Facebook e no Instagram. Dá que pensar, certo?

  1. Visibilidade a um custo reduzido

Se quer construir um negócio online, deve estar onde estão as pessoas. O Facebook é hoje a terceira plataforma online com mais pessoas, com cerca de 1,79 mil milhões de utilizadores ativos todos os meses. Sim, o seu negócio deve mesmo lá estar. Por outro lado, fazer anúncios no Facebook é mais barato do que plataformas como o Google ou visualizações de vídeos no YouTube.

  1. Notoriedade

O Facebook é uma excelente ferramenta de relações públicas e possui ferramentas que lhe permitem definir como objetivo específico a construção de notoriedade para a sua marca.

  1. Facebook Live

O vídeo é inquestionavelmente um dos formatos publicitários mais atrativos. O Facebook introduziu há cerca de um ano a ferramenta Facebook Live que permite a qualquer utilizador gravar vídeos em direto e partilhá-los com os seus seguidores. Para um negócio, pode ser uma boa forma de mostrar o que os clientes habitualmente não veem e de demonstrar produtos.

  1. Chatbots

O Facebook tem vindo a introduzir algumas alterações à sua aplicação Facebook Messenger, não só para melhorar a experiência do utilizador comum, mas também para trazer alguns benefícios às empresas que fazem desta ferramenta um ativo para o seu negócio. Os chatbots são um desses exemplos, permitindo às empresas comunicar de forma automatizada com os clientes, tornado o serviço mais rápido e eficiente.

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui