Central Station é a nova incubadora do Cais do Sodré

O edifício que foi a sede nacional dos CTT é agora um espaço de inovação e empreendedorismo. O Central Station já acolheu os membros da associação Beta-i, que garantiu a criação de incubadora e de uma celeradora de negócio através de uma parceria com com o fundo de investimento Habitat Vitae (que detém o edifício) e o agente imobiliário Jones Lang LaSalle.

Prevê-se que a Beta-i ocupe um dos quatro pisos do edifício (2400 metros quadrados) e o partilhe com a Co-Work Lisboa.

Para já, há apenas dois requisitos para garantir um lugar no espaço que gerido pela Beta-i: “Aceitamos empresas que produzem inovação ou trabalham com tecnologias… ou que fazem as duas coisas”, explica Artur Peña, responsável pelo Marketing da Beta-i.

O projeto começou a ganhar forma depois de a Beta-i ter iniciado os primeiros contactos com os proprietários que estavam incumbentes de tentar vender o edifício. A crise imobiliária ajudou a desbloquear o projeto, através de um modelo de arrendamento com uma duração de médio prazo e com custos que a Beta-i garante serem em conta. 

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui

(Visited 27 times, 1 visits today)