ColorADD é o único finalista português em concurso internacional de empreendedorismo

ColorADD é o único finalista português em concurso internacional de empreendedorismo

A ColorADD é a única finalista portuguesa entre os 27 finalistas do concurso internacional de Empreendedorismo Social Chivas The Venture. A votação online arrancou esta semana e pretende distinguir as empresas com as ideias mais inovadoras e que tenham como objetivo criar uma mudança social ou ambiental positiva na sociedade.

A primeira etapa desta última fase pressupõe que, durante as próximas cinco semanas, o público escolha os projetos que receberão, semanalmente, 50 mil dólares que fazem parte de um prémio total de 1 milhão de dólares.  Assim, e até dia 13 de junho, o público deverá apoiar o seu finalista favorito através da página oficial do ‘Chivas The Venture’, em www.theventure.com.

A ColorADD, finalista nacional deste concurso, detém um código de interpretação de cores para daltónicos, criado pelo designer português Miguel Neiva, e foi escolhida entre 2500 candidaturas provenientes de todo o mundo.

Em 2015, em entrevista à NEGÓCIOS & FRANCHISING, Miguel Neiva contava que o projeto surgiu “porque não havia nada e eu sentia que a cor era uma coisa importante do ponto de vista da identificação, do ponto de vista racional, porque não tem a ver com a questão emocional da interpretação da cor, porque essa é muito subjetiva, mas sim a cor como veículo de comunicação. Quando percebi que nada existia, estranhei. Estranhei porque se conseguimos arranjar forma de ir à lua, porque é que nunca se pensou nos daltónicos? Não é uma percentagem desprezável da população: são 350 milhões de pessoas!” Depois de muita investigação e estudos de soluções técnicas, oito anos depois nascia o ColorADD, uma ferramenta gratuita, com um “design entendido por todos, com apenas três símbolos, para facilitar o processo de aprendizagem”.

O objetivo de Miguel Neiva é fazer chegar o código que criou aos 7 biliões de pessoas que fazem parte da população mundial, de forma a conseguir ajudar os 350 milhões que são daltónicos. Na verdade, a solução que criou está já em todo o mundo: nos lápis de cor da Viarco, nos exames nacionais e em manuais escolares nacionais, em consultoras financeiras, na Caixa Geral de Depósitos, em hospitais, nos transportes públicos, nas tintas da CIN, nas embalagens do Continente e nas etiquetas da Zippy e em países como Holanda, Estados Unidos da América, Alemanha, Espanha, Reino Unido, Canadá, Bélgica e França.

Para já, Miguel Neiva está a contar “com o apoio de todos os portugueses para chegarmos mais longe neste concurso, o voto de cada português será mais um passo na inclusão pela cor.”

O restante valor do prémio, 750 mil dólares, será entregue na segunda etapa desta última fase, durante a grande final do ‘Chivas The Venture’, que se realizará no dia 14 julho, na cidade de Nova Iorque, e onde os finalistas terão apenas cinco minutos para conquistar um painel de jurados.