Comfort Keepers quer faturar 4,5 milhões até ao final do ano

A Comfort Keepers definiu para este ano uma meta de faturação de 4,5 milhões de euros, o que representaria um crescimento de 36% face ao período homólogo. De acordo com a marca, que opera em franchising, este objetivo será suportado por um novo posicionamento no mercado nacional que inclui uma política de expansão, nomeadamente com a aposta na diversificação de serviços com a introdução de soluções complementares ao apoio básico para indivíduos mais dependentes.

Para Jorge Monteiro, Managing Director da Comfort Keepers Portugal, “a população portuguesa mais envelhecida está a crescer de forma mais rápida do que a ativa. Esta tendência é acompanhada pelo facto de esta ser a primeira geração de indivíduos que entra na idade da reforma com um poder de compra mais elevado e uma necessidade plenamente assumida de manter um estilo de vida ativo e independente. O leque de serviços disponibilizados pela Comfort Keepers enquadra-se na tentativa de responder adequadamente a estas necessidades, através de soluções personalizadas para cada caso e numa ótica de complementaridade à incapacidade de resposta do Estado e das organizações não-governamentais e de alternativa a soluções assentes na economia paralela ainda evidente no sector.”

Os serviços disponibilizados pela marca, que chegam neste momento a mais de 3000 utentes através de uma rede de 600 cuidadores, integram serviços para segmentos diferenciados. Serviços de Apoio Domiciliário, destinados a suprir as necessidades básicas, médicas e hospitalares e o acompanhamento de idosos e dependentes; cuidados de Enfermagem prestados de forma continuada, orientados para a resolução dos problemas de saúde das pessoas cuja complexidade não requer a sua institucionalização; assistência a Jovens Pais no apoio às suas atividades quotidianas para o ajuste à chegada de um novo membro da família; Soluções para Empregadores, de forma a minimizar o impacto no desempenho de colaboradores que tentam cuidar de um familiar idoso.

A empresa conta em Portugal com dez escritórios ativos em 15 distritos do Continente e Ilhas, fazendo parte de uma rede de franchising internacional com mais de 700 unidades localizadas em oito países (Austrália, Canadá, EUA, França, Irlanda, Portugal, Reino Unido e Singapura).

> Gostou deste artigo? Se pretende ler mais artigos sobre franchising, subscreva a nossa newsletter aqui.