Como manter uma boa relação entre franchisados e franchisadores

A consultora Barbadillo y Asociados analisou, para o site Qué Franquicia, os aspetos legais do sistema de franchising e, com o fim de aprofundar as normas que regem as relações entre franchisadores e franchisados, criou uma lista com regras que devem ser seguidas na relação entre estas duas entidades. 

De acordo com a consultora, “nem todos os negócios são franquiáveis “, por isso, o franchising não é sempre a melhor alternativa de expansão. Para além disso, um projeto de franchising com êxito, “exige uma boa estruturação das suas condições e o desenvolvimento de um documento coerente com essas condições”.

A Barbadillo y Asociados revela ainda que “o êxito da expansão requer rigor, especialmente no perfil do franchisado” e requer “uma análise das capacidades do franchisador e do valor do setor de atividade”.

A consultora defende ainda que o franchisador e o franchisado “devem defender a imagem, as marcas e o know how da marca de franchising”, já que beneficiam do desempenho e da reputação.

Santiago Barbadillo, Diretor Geral da Barbadillo y Asociados, sublinha que “o franchisador deve ter uma experiência sólida no seu setor, para além de contar com um projeto maduro e provado e com um conhecimento facilmente transmissível. Contudo, é essencial ter em mente que um bom projeto não se improvisa, já que necessita de preparação e de organização.”