“Compro o que é Nosso” integra “Portugal Sou Eu”

As empresas aderentes ao “Compro o que é nosso” vão ser convidadas a renovarem gradualmente os seus contratos de adesão, já no contexto “Portugal Sou Eu”, beneficiando da possibilidade de usarem uma marca mais abrangente.

Para o Vice-Presidente da AEP, Paulo Nunes de Almeida, “o importante é que fique salvaguardado o interesse nacional e que o país possa continuar a beneficiar das virtualidades de uma marca única, onde todos se revejam.”

A iniciativa “Portugal Sou Eu”, instituída através da resolução do Conselho de Ministros n.º 56/2011,tem por objetivos estimular a competitividade das empresas nacionais, fomentar a produção com acrescida incorporação de valor em Portugal, fomentar a mudança de atitude dos consumidores e das empresas através do reconhecimento dos valores associados à origem nacional dos produtos, dinamizar a procura dos bens e serviços que mais contribuem para a criação de valor em Portugal e assegurar a articulação e coerência entre as ações públicas e privadas.