Consumidores do norte litoral e da Grande Lisboa são os mais ligados ao mundo digital

Os consumidores nacionais do norte litoral e da Grande Lisboa são os que mais estão ligados ao mundo digital e os consumidores da região sul são os mais pessimistas do país. De acordo o Índice de Potencial das Regiões, desenvolvido pela GfK, as mudanças estruturais e sociais estão a moldar o comportamento de consumo dos portugueses, que continuam preocupados com a situação económica do país.

Segundo a GfK, na última década verificou-se um abrandamento do crescimento demográfico, com 1,8% de aumento face aos 5% observados na década de 90. Se no norte se situa a maior percentagem de população (37%), é em Lisboa que se situa a maior faixa de polução ativa.

No que concerne à despesa anual média por agregado, verifica-se que nos agregados com crianças dependentes o valor médio é de 26 775 euros, cerca de 60% superior à dos agregados sem crianças dependentes (16 705 euros). A grande Lisboa destaca-se das restantes regiões com uma média de 22 384 euros. Para além disso, as principais categorias que compõem a despesa anual média são: “comunicações”, “hotéis e restaurantes” e “lazer, distração e cultura”.

A possibilidade de estar “ligado” ao mundo digital é também uma realidade cada vez mais abrangente. 62% da população possui um dispositivo que permite acesso à internet, embora com uma ligeira quebra face a 2011 (64%). Neste indicador o norte Litoral (67%) e a Grande Lisboa (66%) levam vantagem face às outras regiões. Contudo, a relação com o digital divide a população portuguesa, pois se 16% dos portugueses assume uma postura digital, 49% não possui meios ou não tem interesse em aceder ao mundo digital. Neste caso o Interior (49%) e o Centro Litoral (48%) são as regiões mais desligadas do mundo digital. Já face à experiência de fazer compras online, 16% da população portuguesa revela que já o fez, nomeadamente em roupa, calçado, viagens, bilhetes, entre muitos outros, evidenciando-se, novamente, a Grande Lisboa (18%).

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui