Empreendedores nacionais levam o campo à cidade

Foi no Porto que nasceu a Noocity, empresa que pretende fazer chegar a Portugal a tendência “Grow Your Own” (cultivo dos próprios alimentos) e revolucionar o conceito de hortas urbanas. 

A startup, associada da ANJE, propõe a introdução no país de uma solução que reduza o trabalho e as necessidades de instalação e manutenção das plantações. No fundo, a ideia é uma pequena caixa onde as plantas podem crescer com sistemas de rega e nutrição automáticos. O produto já está no mercado e pretende levar a possibilidade de cultivar hortícolas em cidades.

 “Queremos oferecer aos cidadãos urbanos a alternativa de criarem os próprios sistemas sustentáveis, mais parecidos com os processos cíclicos naturais, através de equipamentos eficientes e acessíveis, que permitem produzir alimentos na cidade, de forma simples e ecológica”, revelou José Ruivo, cofundador do projeto, à Inova Portugal.

A inovação do projeto reside no facto do produto apresentar “uma escala doméstica, mas já com dimensão para uma efetiva produção de alimentos, no quadro familiar ou de pequenas coletividades”, segundo o responsável.

A Noocity conta já com um produto desenvolvido, “uma cama de cultivo (vaso de grandes dimensões) para a produção de alimentos em ambiente urbano, com um sistema de sub-irrigação incorporado”.

Para além desta ‘cama de cultivo’, deverão chegar em breve ao mercado também um ‘secador solar de alimentos’ (processamento) e um ‘vermicompostor’ (reintegração de nutrientes)”.agricultura