Errar no início dá mais experiência

Quem vai liderar uma nova revolução industrial são os jovens que fazem acontecer, ou os chamados “makers”, como defendeu recentemente Chris Anderson, ex-editor-chefe da revista de tecnologia Wired e fundador da empresa 3D Robotics.

A falar numa conferência em São Paulo, Chris Anderson explicou que as pessoas que trocam experiências e conhecimento são as que mais fortalecem as comunidades. “A única forma de aprender algo é fazendo. A beleza das coisas hoje está no facto de que se pode errar numa escala pequena e rapidamente. Isso é muito relevante”, defendeu.

“Se você quer fazer algo, faça rápido, barato, agora. Não espere. Errar no início dá muito mais experiência”, afirma Chris Anderson. Para Anderson, a filosofia de “colocar as mãos na massa” tem promovido a mudança nos ambientes de inovação, especialmente entre os jovens. “Hoje, os jovens podem estar em qualquer lugar. É assim que o novo modelo de inovação está a ser aplicado à indústria. A inovação, o acesso à internet e ao conhecimento são globais.”