sucesso - infofranchising

Estas competências vão garantir o sucesso do seu negócio

O World Economic Forum definiu as Top Skills 2020, dez competências que todos os gestores terão que desenvolver para que o seu negócio possa prosperar e para que a concorrência não lhe ‘passe a perna’.

Mas estarão as empresas a adaptar os seus planos de desenvolvimento de pessoas para que o seu capital humano possa responder da melhor forma aos objetivos estratégicos definidos pela administração da companhia? Parece que não! Na conversa que se gerou, à volta de uma mesa repleta de ideias para melhorar o mundo empresarial e a gestão de pessoas, todos os participantes concordaram que nem sempre os líderes comunicam bem, e muitos deles não são estratégicos, competências importantes quando o objetivo é ‘comandar as tropas’.

No que à gestão de pessoas diz respeito, os fatores de foco são frequentemente conseguir que a equipa tenha paixão por aquilo que faz e por uma cultura de excelência e conseguir delegar da melhor forma, para que a empresa tenha sucesso.

Mas conseguir chegar lá exige uma liderança estratégica. Um artigo recentemente publicado pela Strategy+Business, revista da PwC Strategy & LLC, explica que a maioria das empresas têm ao leme líderes com “fortes competências operacionais”, mas com pouca confiança, experiência e know-how para resolver os problemas mais complexos.

Segundo um estudo da PwC, que inquiriu cerca de 6000 executivos, apenas 8% dos líderes são estratégicos. Ainda assim, o estudo sugere que as mulheres têm maior probabilidade de serem líderes estratégicas, assim como as pessoas com características como a capacidade de desafiar a opinião da maioria, pessoas com capacidade para olhar para o todo e para o particular ao mesmo tempo e as pessoas com a capacidade de mudar a sua direção quando o caminho inicialmente escolhido se revela o menos correto.

No entanto, a percentagem de líderes com estas características é reduzida. E será que as empresas estão dispostas a admitir que os executivos de topo dentro da sua organização não estão a atuar de forma estratégica? Estarão dispostas a admitir que é preciso desenhar planos de desenvolvimento pessoal também para aqueles em posições de dianteira?

De acordo com a revista Strategy+Business, a resposta é não! Como refere a publicação, o mais comum é que aqueles que acabam por atingir cargos de topo sejam os profissionais com “as melhores performances, ambição e capacidade para resolver problemas no momento”, e não aqueles com uma visão estratégica para o todo.

Saiba que competências deve almejar, de acordo com a Strategy+Business.

10 competencias de um líder