Franchising regista volume de negócios de 4 950 milhões de euros em 2012

O Instituto de Informação em Franchising (IIF) lançou os resultados da 18ª edição do Censo do Franchising. De acordo com o estudo elaborado surgiram 42 novas marcas que optaram por este formato de negócio, apesar de se ter verificado um abrandamento no número de redes de Franchising e no número de unidades a operar no mercado nacional. 

Com um total de 558 marcas, que representam um total de 11 018 unidades, o Franchising foi responsável por um volume de negócio de 4 950 milhões de euros, ou seja 3% do PIB nacional de 2012. O setor foi ainda responsável por cerca 64 000 postos de trabalho em Portugal.

De acordo com Carlos Santos, diretor institucional do IIF “o Franchising não é imune ao clima económico, no entanto têm uma dinâmica própria, que permite explorar as oportunidades de negócio que surgem mesmo em momentos de crise. É esta dinâmica que explica o surgimento de novos conceitos num ano complicado como foi o de 2012”.

O estudo revela ainda uma tendência de crescimento em negócios low cost, em que 67% das marcas implicam investimentos até 50 000 euros. Dentro destas, 41% referem-se a negócios com investimento até 25 000 euros.

62% do total das marcas de franchising a operar em Portugal são portuguesas e o setor dos Serviços foi o que mais se destacou em 2012, seguido do Comércio e da Restauração. 

(Visited 23 times, 1 visits today)