IBM revela que e-commerce é “mais intenção do que realidade”

O estudo intitulado ‘Shoppers disrupted: Retailing through the noise’ inquiriu cerca de 110 000 consumidores de 19 países e explica que em algumas categorias de produto, como roupa para jovens ou decoração, existe um ‘gap’ de quase 20 pontos percentuais em relação aqueles que dizem que gostam de comprar esse tipo de artigos online e aqueles que realmente já compraram esses artigos na Internet.

Para além disso, o estudo indica ainda que existem cada vez mais consumidores dispostos a partilhar a suas informações pessoais com as insígnias: 42% dos inquiridos acredita que tem benefícios em partilhar a sua localização via GPS com as marcas, contudo, apenas 28% está disposto a fazê-lo. Para além disso, 54% entende as vantagens de revelar o seu número de telemóvel às marcas, mas ainda assim, apenas 42% o faz.