Indicador de confiança dos consumidores volta a crescer

O indicador de confiança dos consumidores voltou a crescer em agosto, atingindo o valor mais alto desde agosto de 2001.

De acordo com os dados avançados esta semana pelo INE, o aumento do indicador de confiança dos consumidores “refletiu o contributo positivo das expectativas relativas à evolução do desemprego e das perspetivas sobre evolução da situação económica do país e da situação financeira do agregado familiar, mais significativo no primeiro caso.”

Para além do indicador de confiança dos consumidores, também o indicador de confiança da Indústria Transformadora, da Construção e Obras Públicas e dos Serviços aumentou ligeiramente em agosto, ao contrário do indicador de confiança do comércio, que caiu, “refletindo o contributo negativo das expectativas de atividade e das apreciações sobre o volume de vendas, mais significativo no primeiro caso”, segundo o INE.

O indicador de clima económico, por outro lado, estabilizou, desacelerando o crescimento iniciado em janeiro de 2013.