Já nasceram 34 292 empresas este ano

Insolvências em queda

As insolvências de empresas em Portugal registaram uma quebra de 27% em julho deste ano. A conclusão é da Iberinform, filial da Crédito y Caución, que revela também que no total do ano, o número de empresas insolventes é cerca de 16% inferior ao registado em igual período de 2016.

No mês de julho, foram 382 as empresas a declararem-se insolventes, menos 141 do que em julho de 2016. O valor acumulado também se apresenta inferior tanto a 2015 como a 2016, com menos 694 insolvências relativamente às registadas no ano transato (um total de 2030 declarações de insolvência).

“Lisboa apresenta o número mais significativo de insolvências, com um aumento de 1107 para 1127 empresas insolventes, mais 17 do que em 2016 (acréscimo de 1,5%). O Porto também apresenta um valor elevado (726 empresas), embora registe uma diminuição de 22,8% em relação a 2016. Braga e Coimbra apresentam decréscimos significativos de 26,7% e 39,5%, respetivamente. A Madeira, por sua vez, é o distrito que revela o aumento mais acentuado no número de insolvências (12,9%)”, revela a consultora.

No que diz respeito a constituições de empresas, o aumento foi de 17,2% em julho deste ano, com um total de 2936 empresas constituídas. Em termos acumulados verifica-se um acréscimo de 8% face a 2016. Lisboa continua a deter o maior número de constituições, com um peso de 32,7%, seguida dos distritos do Porto (17,4%), Braga (7,5%) e Setúbal (6,8%).

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui

(Visited 28 times, 1 visits today)