Lições que pode aprender com os empreendedores de Sillicon Valley

Lições que deve aprender com os empreendedores de Silicon Valley

Uma das máximas mais antigas, e mais verdadeiras, é aquela que nos diz que se queremos aprender a ser os melhores em algo, devemos aprender com os especialistas nesse ‘algo’ e no que diz respeito à construção de negócios bem-sucedidos, alguns dos melhores especialistas estão em Silicon Valley e criaram algumas das maiores empresas tecnológicas da indústria.

Silicon Valley alberga alguns dos maiores génios empresariais de todos os tempos e foi o berço de gigantes como a Apple, a Cisco, o Facebook e a Google. De acordo com um artigo recentemente publicado na Entrepreneur, Silicon Valley é também fonte de algumas das melhores lições que se podem aprender sobre empreendedorismo e a criação de negócios ‘vencedores’.

Segundo a publicação, estas são as nove lições que deve aprender e interiorizar se um dos seus maiores objetivos for criar uma empresa robusta e líder no seu setor de negócio.

O software está a mudar o mundo

Esta é uma lição de Marc Andreessen, cofundador da Netscape, e não tem uma conotação negativa. O que o empresário quer dizer com isto é que o software está a mudar e a reformular o ambiente competitivo de todas as indústrias e a tendência deve ser aceite de braços abertos.

Não existem semanas com 40 horas de trabalho ou balanço entre a vida pessoal e profissional

O que os novos empreendedores mais precisam de interiorizar é que assim que decidirem entrar no mundo dos negócios não existirá forma de fugir ao trabalho. Por isso, garanta que gosta mesmo do seu negócio e prepare-se para estar em ‘modo de trabalho’ durante 24 horas, sete dias por semana.

Ninguém consegue nada sozinho

O mundo dos negócios, e a indústria da tecnologia em particular, está cheio de histórias de parcerias que deram origem a algumas das maiores inovações e empresas de sempre, como a parceria entre Steve Jobs e Steve Wozniak. Segundo os maiores empresários de Silicon Valley, “é extremamente raro conseguir atingir o sucesso sozinho”.

Não é possível crescer sem capital

Uma das maiores causas de insucesso de algumas empresas é a falta de capital, que muitas vezes as impede de crescer.

Se não for você a fazer, não acontecerá

Não terá qualquer hipótese de ser bem-sucedido como empreendedor se não meter mãos à obra e começar a criar o seu projeto. Como diz Mark Zuckerberg, criador do Facebook, “mova-se e aja depressa”.

A experiência do seu cliente é sagrada

De acordo com a publicação, a experiência dos consumidores com um produto gera envolvimento, satisfação e tração. Se não for boa, o seu negócio nunca arrancará.

A sua primeira ideia não é sagrada

Muitas empresas não conseguem ser bem-sucedidas com a sua primeira ideia ou produto. O Twitter foi inventado enquanto os seus criadores trabalhavam numa outra startup, uma empresa de media digitais.

Diferencie-se

Existe hoje uma crença que está na boca de toda a gente de que a web fez com que fosse mais fácil para todos a criação de um negócio, ao disponibilizar ferramentas que anteriormente não estavam ao dispor de todos. Mas a verdade é que se estão hoje disponíveis várias ferramentas para si, também estão para todos os outros. Hoje, mais do que nunca, o seu produto ou empresa deve ser melhor do que todos os outros disponíveis.

Confie nos seus instintos

Quando uma boa oportunidade surgir, deve ter a capacidade de a reconhecer. Deve saber quando dizer ‘sim’ e quando dizer ‘não’. Por isso, confie nos seus instintos. Por detrás de todas as startups bem-sucedidas está um líder, ou vários, que teve a coragem de enfrentar o desconhecido e de saltar de um precipício. É essa a essência do empreendedorismo.