Marketing das redes de franchising: saiba o que vai mudar

Marketing das redes de franchising: saiba o que vai mudar

A área do Marketing é uma das que mais frequentemente sofre alterações com a volatilidade do mercado e com a emergência de novas tendências. Os próximos 12 meses serão igualmente marcados por muitas mudanças na forma como as marcas conseguem chegar até ao seu público-alvo. A elite franchise publicou recentemente um artigo em que revela o que vai mudar no Marketing das redes de franchising em 2018. Saiba o que deve esperar.

Content is king

O conteúdo vai continuar a ser ‘rei’. Em 2018, tudo o que seja visual estará no centro do Content Marketing: imagens, infografias, vídeo ou design.

Para muitas redes de franchising, a imagem continua a ser considerada uma ‘questão secundária’. São inúmeros os sites de marcas sem imagens ou vídeo. Se é uma dessas marcas, é importante que saiba que corre o risco de ser ultrapassado por outra marca que saiba comunicar melhor.

Para além disso, estima-se que em 2019 o vídeo seja responsável por 80% do tráfego dos consumidores na internet. Esta é também uma ferramenta que tem a capacidade de gerar 1,200% mais interação com uma audiência do que texto ou imagens e 45% das pessoas revelam que veem todas as semanas pelo menos uma hora de vídeo no Facebook e no Youtube, uma valor que deverá continuar a crescer.

Exemplos reais serão essenciais

Na era das notícias falsas e das contas de redes sociais falsas é importante que saiba que a maioria dos consumidores tem cada vez menos confiança na informação veiculada por empresas.

O mais recente estudo ‘Global Trust in Advertising’ da Nielsen mostra que a forma de publicidade em que as pessoas mais confiam atualmente é na recomendação de pessoas que conhecem, assim como nas opiniões publicadas online. Os anúncios online, por sua vez, são aqueles em que os consumidores menos confiam.

É também por isto que grande parte das maiores marcas recorrem aos seus consumidores para criarem conteúdos. Esse tipo de comunicação está cada vez mais presente em plataformas como o Instagram e a blogosfera.

No caso do franchising, esse tipo de conteúdos pode traduzir-se em case studies, vídeos, testemunhos, prémios, etc.

Custos com redes sociais vão disparar

As sucessivas mudanças de algoritmo nas redes sociais estão a criar uma elevada quebra no engagement com os consumidores  e um elevado aumento de lucros para essas empresas. Estima-se que apenas uma média de 4% dos fãs de uma página no Facebook veja um dos posts dessa página, a menos que esse post seja patrocinado.

Se o seu objetivo é aumentar a audiência nesses canais e atrair novos consumidores, em 2018 precisará de ter um orçamento específico para as redes sociais.

(Visited 125 times, 1 visits today)