Negócio social transforma artesãs em empreendedoras

Chama-se ‘La República del Tejido’ e é um projeto de empreendedorismo social que transforma artesãs de uma cidade peruana em empreendedoras. 

Criado por Laura Sacchi, Kristie Arias e Andrea Aramburú este negócio social nasceu porque as empreendedoras perceberam que as empresas peruanas estavam a deixar de comprar fibras de alpaca aos produtores por acharem os fios finos e “inadequados” às exigências do mercado.

A falta de procura do mercado deixou estas pequenas artesãs numa situação de pobreza, razão pela qual as empresárias acharam que deveriam tentar resolver o problema, uma vez que muitas famílias peruanas apostam na produção de fibras de alpaca para aumentar os rendimentos.

Assim, as empreendedoras foram até às localidades onde são produzidas fibras de alpaca com a missão de ensinar aos locais novos processos de produção. “Basicamente, ensinamos as artesãs a fazer uma fibra mais grossa e resistente, como o mercado gosta”, revelam as autoras da ideia.

Com esta solução, as artesãs conseguiram aumentar a produção de fios de alpaca em cerca de 80% e passaram a entregar cerca de 60 kg de fibra de alpaca por mês aos compradores. “Estas mulheres passaram a vender mais e por um preço justo. Para além disso, estão a reinvestir parte do dinheiro do negócio para crescer e ficarem conhecidas. Pensam como empreendedoras”, indicam as mentoras do projeto social.