Norte-americano diz que “investidores portugueses têm medo de falhar”

Em entrevista ao jornal digital, Cohan refere que em Portugal “não há muitos investidores locais que estejam dispostos a correr riscos(…) A grande questão que se vive em Portugal tem precisamente a ver com a necessidade de capital. Hoje, estive a conversar com empreendedores na Beta-i e percebi que eles acham que os investidores norte-americanos não estão interessados em startups portuguesas. E o que lhes disse foi que os investidores estão interessados em empresas que crescem depressa e que podem atingir 100 milhões de dólares, que é o nível mais baixo de receitas que uma empresa pode ter antes de ser admitida em bolsa.”

Ainda assim, o especialista vê potencial nas startups portuguesas e refere que “Portugal tem cientistas e pessoas da área da tecnologia que são verdadeiros talentos. Nisso, Portugal é semelhante a Israel, com a diferença de que pode vender os seus produtos aos países vizinhos, como Espanha, e Israel não.”