85% das empresas nacionais não cumpre prazos de pagamento

Número de insolvências deverá cair a nível global

As insolvências deverão registar uma quebra de 3% em 2018 devido ao crescimento da economia e a uma redução das taxas de juro, revela a Crédito y Caución. O mais recente estudo da consultora refere que de fora desta tendência deverá ficar apenas o Reino Unido.

“Prevemos que o forte crescimento da produção industrial, o aumento do comércio internacional e do investimento, e o fortalecimento dos mercados de trabalho – tendências que se mantiveram ao longo de 2017 – continuem a apoiar o ambiente empresarial”, explica o relatório.

O estudo refere, no entanto, que a tendência para a diminuição das insolvências deverá esgotar-se “à medida que endurece o acesso ao financiamento nos EUA e os riscos políticos ameaçam afetar a confiança na Europa.”

A Crédito y Caución revela também que Grécia e Portugal serão os países que irão liderar a quebra de insolvências, prevendo uma diminuição de 11% para Portugal em 2018 e empurrando o país para níveis semelhantes aos registados antes da crise financeira.

O Reino Unido, por outro lado, deverá ser o único países a registar um aumento no número de insolvências de empresas, de cerca de 4%. Por detrás da tendência está a incerteza à volta dos possíveis efeitos do Brexit.

(Visited 43 times, 1 visits today)