O que torna uma franquia atrativa

A Associação Brasileira de Franchising revelou recentemente que o setor registou um crescimento de 9,2% no primeiro trimestre do ano, atingindo uma faturação próxima de 7,5 mil milhões de euros. Mas afinal o que torna as franquias tão atrativas para novos empreendedores? De acordo com o site brasileiro segs, é importante estar atento ao negócio e garantir que está na mente de potenciais clientes.

Milena Lidor, Diretora de Planeamento e Operações da Franquear Estratégia e Gestão de Negócio, explica ao website que a principal preocupação de uma marca de franchising deve ser ter um produto ou serviço diferenciador.

 “Seja no design, variedades de modelos ou sabores, além de uma marca conhecida pelo público, atendimento personalizado, preço padronizado, método exclusivo em todas as unidades, facilidades de trocas, campanhas promocionais para clientes, programas de fidelidade, entre outros”, refere.

No entanto, o franchisador deve procurar também ter estratégias focadas no cliente final, de forma a atrair clientes para o negócio. Para o cliente final, é especialmente importante que uma franquia seja bem localizada, tenha bons profissionais, produtos e serviços adequados às suas necessidades e possua processos bem definidos, de forma a que a sua experiência com  a marca seja a melhor.

De acordo com a especialista, para um potencial investidor é ainda importante que o negócio pareça coerente e sério e que os números apresentados batam certo, sendo baseados em resultados de uma unidade piloto.

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui