Opinião: A reformulação do Franchising

No meio do Franchising, minha área de atuação, costumo dizer que é durante a crise que se nascem grandes fortunas. Quem sai na frente acaba tendo uma boa história para contar no pós-crise. Existem duas formas de se posicionar perante ela: A Revolucionária e a Evolucionária. Ou mudamos radicalmente ou nos adaptamos e evoluímos. 

Hoje, tanto empreendedores quanto investidores enxergam no Franchising uma saída à crise. Sim, se analisarmos dados do Sebrae, é dez vezes mais seguro investir em uma franquia do que abrir uma empresa independente. Mas não é tão simples. Para analisar a solidez de uma empresa e de seu investimento, são três pontos básicos que devem ser colocados em pauta:

Marca, Produto e Serviço. Essa análise vale para quem quer investir em uma Franquia e para quem quer expandir a sua empresa.

O Franchising não deve mais ser visto apenas como um processo jurídico. Na verdade, empresas que obtiveram sucesso na expansão sempre levaram isso em consideração, porém as facilidades encontradas no mercado para a transformação das marcas em redes de franquias, fizeram com que muitas empresas fizessem essa migração sem se preocupar com pontos importantíssimos do processo. A manualização dos processos da empresa, numa era moderna, não pode ser estritamente jurídica. A transformação de uma empresa para que obtenha sucesso (e quando digo sucesso, estou me referindo diretamente aos franqueados e não apenas à Franqueadora), deve ser integrada a estratégias para que a marca se consolide no mercado. Ainda existem no mercado os chamados Elefantes Brancos, empresas com grande nome que não oferecem diferenciais competitivos para a sobrevivência do Franqueado no mercado, o que é a premissa básica do Franchising. Por isso, empreendedores devem tomar cuidado ao escolherem suas franquias. Do outro lado, se sua marca tem um bom posicionamento, a sua função, antes de replicá-la, é garantir o sucesso do seu futuro franqueado. Para reproduzir seu modelo de negócio, não basta que sua marca tenha grande apelo de mercado se seu produto não tiver qualidade e procura suficiente para cumprir o que promete. Os três itens devem andar juntos. Uma boa marca deve oferecer um bom produto aliado ao diferencial de um grande serviço. Aos que pretendem Franquear sua marca, a orientação é: Franchising não é apenas um processo jurídico, é planejamento e estruturação. É ESTRATÉGIA. Mas, acima de tudo, é respeito com aqueles que estão investindo, muitas vezes, no negócio de suas vidas.