Ouro Damas crise alavanca negócio

A compra e venda de metais preciosos é um dos negócios que mais floresce no atual cenário de crise. Neste mercado há três anos, a Ouro Damas arrancou com o modelo de franchising no início do ano passado.A compra e venda de metais preciosos é um dos negócios que mais floresce no atual cenário de crise. Neste mercado há três anos, a Ouro Damas arrancou com o modelo de franchising no início do ano passado.

A Ouro Damas iniciou o processo de expansão com seis agências próprias, todas na região de Setúbal. A estratégia passa agora por “crescer de forma sólida, abrindo agências em todo o território nacional, incluindo ilhas. Por isso, no início de 2010, a par da renovação da imagem corporativa, a Ouro Damas decidiu iniciar o processo de expansão através de franchising. “O elevado sucesso das agências próprias levaram-nos a querer expandir a marca por todo o país”, explica Filipe Damas, subdiretor da marca. “Continuamos a abrir agências próprias visto serem extremamente rentáveis, no entanto daremos elevada importância ao franchising”.

Na sua opinião, este é um negócio com grande potencial de expansão, evidenciado pelo aparecimento de novas marcas, cujo sucesso futuro o tempo clarificará. “As redes bem estruturadas continuarão a crescer, enquanto outras com menor dimensão tendem a ter cada vez mais dificuldades”. Uma das mais-valias da Ouro Damas será “pagar o ouro a preços altamente competitivos”.

Oito aberturas em curso

Atualmente a marca tem 12 agências, metade delas em franchising, do norte ao sul do país. Até ao final do ano prevê abrir mais oito franchisadas, uma em Tavira e as restantes na Grande Lisboa. A expectativa para 2011 é de abertura de, pelo menos, mais 15 a 20 agências em território nacional.

Filipe Damas salienta as vantagens para os potenciais investidores de um “investimento reduzido, sem royalties e apenas com 1% de taxa de publicidade nacional, sendo o retorno quase imediato”.

Nos 14 mil euros de investimento inicial inclui-se a formação, decoração interna e externa da agência, sistema de videovigilância, mobiliário, cofre, balança certificada, míni laboratório, computador, software, impressora e apoio técnico constante. O franchisador garante “formação inicial durante cerca de uma semana, apoio direto à inauguração e contacto constante com o franchisado, de forma mais intensa na fase inicial”.