Politécnico de Coimbra abre Academia de Empreendedorismo

O Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) inaugurou uma Academia de Empreendedorismo, a INOPOL, uma incubadora que pretende disponibilizar aos alunos as ferramentas necessárias para integrarem o mercado de trabalho.

O pró-presidente do IPC, Paulo Sanches, disse à agência Lusa que o INOPOL tem capacidade para receber 16 empresas e salientou que este espaço está “vocacionado para a inovação e o empreendedorismo”, também no âmbito dos vários concursos já existentes, como o Poliempreende ou o Arrisca-C.

“O INOPOL surge com o empenho que o IPC tem em prosseguir a sua política de estímulo e fortalecimento do espírito empreendedor e do fomento da capacidade de iniciativa dos seus alunos. Além de espaços de incubação para start-ups constituídas por alunos, licenciados ou até professores, é um espaço que pretende disponibilizar outras valências que ajudarão os alunos a estabelecerem as suas ligações com o mercado e as empresas”, refere a instituição em comunicado.

Esta Academia de Empreendedorismo pretende “ainda disponibilizar aos estudantes um espaço de debate e de trabalho sobre inovação, apoio a novos projetos de negócio e oportunidades de cooperação entre ideias e empresas”.

A Academia é a terceira aposta do IPC na incubação, uma vez que é parceiro fundador do Instituto Pedro Nunes (IPN) e do Curia Tecnoparque.