Portugal não protege as inovações

Portugal é de todos os países europeus o que menos patentes regista, deixando desprotegidas as suas inovações. O alerta é do projeto Rotas de Inovação Empresarial, que está a percorrer o país para explicar aos empreendedores nacionais como devem proteger os seus projetos.

Cristina Costa, uma das promotoras da iniciativa, citada pela Rádio Renascença, refere que “o tema do registo de patentes é um dos que vai estar em debate, porque, apesar de as coisas estarem a mudar, há pouca inovação protegida em Portugal e inovação não protegida é muito fácil de copiar”.

Apesar disso, a consultora de propriedade industrial refere que é fácil entender porque é que os empreendedores nem sempre registam os seus negócios. “Hoje em dia, muitos empreendedores e inventores sentem que ainda têm um longo caminho a percorrer nesta área, porque os apoios e o dinheiro disponível não são suficientes”, explica.

Cristina Costa defende ainda que Portugal atravessa neste momento uma boa altura para se “arriscar”, apesar das dificuldades que muitas empresas ainda enfrentam no registo de marcas e de patentes.