Portugueses preferem sites de distribuidores especializados

Cerca de metade dos consumidores europeus utilizam sites de distribuidores especializados para fazer compras de eletrodomésticos, TVs, hi-hi, vídeos e produtos de bricolagem ou jardim. De acordo com o estudo Observador Cetelem, Portugal segue esta tendência.

De acordo com o estudo, os consumidores privilegiam este tipo de sites pela oferta de um maior leque de escolhas e pela integração de múltiplos critérios de comparação entre vários produtos.

Na análise, os sites das marcas e dos fabricantes são os menos utilizados pelos portugueses. Produtos e serviços de TV, hi-fi, vídeo e de bricolagem e jardinagem nem têm registos suficientes para entrar na análise. Apenas os eletrodomésticos são adquiridos neste tipo de site por 24% dos consumidores e a decoração e mobiliário por 13%.

Segundo o estudo, as marcas e os fabricantes estão muito atentos ao fenómeno das vendas de ocasião e começam a ponderar a integração de ofertas deste tipo nos seus sites, conscientes de que este mercado atrai cada vez mais consumidores.

Outro tipo de site analisado pelo estudo foi o de compras em grupo e/ou de vendas privadas. Nesta análise específica, o Observador Cetelem encontrou grandes disparidades entre os países do Norte (Alemanha, Reino Unido, França), mais renitentes à utilização destes sites, e os países do Sul, com a Espanha à cabeça e onde se inclui Portugal:” Espanha a chegar aos 31% no item da decoração e mobiliário e Portugal aos 13% neste item e nos eletrodomésticos e artigos de bricolagem/jardinagem.”

Gostou deste artigo?

Se pretende ler mais artigos sobre franchising, empreendedorismo e gestão, subscreva a nossa newsletter aqui