Reclusos da prisão da Carregueira fazem coletes Melom

A Melom lançou o projeto Melom Solidária que tem como objetivo incentivar práticas de participação comunitária. A primeira ação deste projeto, em parceria com a Reklusa, vai envolver os reclusos do Estabelecimento Prisional da Carregueira, Sintra, que vão fazer os coletes da Melom.

Os coletes fabricados pelos reclusos vão ser utilizados para equipar unidades da rede de obras e instaladores Leroy Merlin.

 “Este é o primeiro passo da Melom para desenvolver uma política de responsabilidade corporativa. Acreditamos que todas as empresas têm o dever de participar e apoiar a sociedade civil, pelo que estamos a iniciar agora o projeto Melom Solidária para nos envolvermos e devolvermos parte do que a sociedade nos entrega”, sublinha o Diretor-Geral da Melom, João Carvalho.

Inês Seabra, cofundadora da Reklusa, diz ainda que “o estabelecimento de parcerias com o setor empresarial reveste-se da maior importância para a nossa Associação. A Melom foi um parceiro pioneiro, pois iniciamos esta nova atividade com os reclusos da Carregueira com formação em costura industrial/ fardamentos, dando-lhes assim uma oportunidade de começarem a desenvolver o seu ofício. Os reclusos encontram-se muito motivados e orgulhosos da sua atividade, ganhando também uma remuneração mensal com a qual podem ser autónomos e ajudar as suas famílias.”

(Visited 121 times, 1 visits today)