Utilização de dispositivos móveis para gerir dinheiro é "maior do que nunca"

Utilização de dispositivos móveis para gerir dinheiro é “maior do que nunca”

A utilização de dispositivos móveis para gerir dinheiro, realizar operações bancárias e efetuar pagamentos é, de acordo com a Visa, “maior do que nunca”, com 77% dos europeus e 75% dos portugueses a revelar que recorrer a estes dispositivos para gerir as suas ‘finanças’.

Os números constam do estudo anual da Visa ‘Digital Payments’, que para além de analisar o comportamento dos consumidores em torno dos pagamentos digitais, procurou avaliar as suas atitudes em relação à segurança e privacidade nos pagamentos digitais.

Na edição deste ano, a Visa concluiu que “59% dos portugueses verificam o saldo ou acedem a outros serviços através de uma aplicação bancária. O país segue a tendência da média europeia encontrando-se ligeiramente acima da sub-região dos países ocidentais (58%).”

Para além disso, o estudo revela que os portugueses estão cada vez mais confortáveis ao realizar transações através dos seus dispositivos móveis, em detrimento dos desktops e laptops, já que quase metade (48%) utiliza um dispositivo móvel para efetuar compras. O mesmo se verifica na transferência de dinheiro para amigos e familiares a partir de um smartphone ou tablet (45% dos europeus e 42% dos portugueses).

Paula Antunes da Costa, Country Manager da Visa em Portugal, explica que “a Visa está comprometida com a inovação e em trabalhar com um amplo espectro de parceiros para garantir que os consumidores tenham acesso a pagamentos digitais fiáveis e seguros, em qualquer local onde se encontrem ou dispositivo que desejem utilizar. Estamos entusiasmados com os resultados deste estudo e com a confiança e entusiasmo que os consumidores – especialmente os Millennials portugueses -expressaram pelos novos métodos de pagamento e cobrança, na adesão aos produtos e serviços digitais que melhor se adaptam ao estilo de vida em rápido movimento.”

Importa referir que são os Millennials quem lidera a adoção dos pagamentos digitais, sendo que 86% dos europeus inquiridos com idades entre os 18 e os 34 anos afirmam ser “utilizadores do Mobile Money”.

“94% dos Millennials portugueses esperam tornar-se utilizadores de Mobile Money dentro de três anos (vs. 92% dos europeus), um crescimento expectável de 16% em três anos. Os Millennials portugueses também são muito mais propensos à atividade bancária online: 65% dos Millennials vs 59% da média portuguesa”, indica ainda a Visa.

Sobre a segurança e a privacidade ao nível dos pagamentos digitais, ficamos a saber que “as preocupações com a privacidade diminuíram de 51%, em 2016, para apenas 46%. Em Portugal, a percentagem é ligeiramente superior, com 50%.”

Para aumentar a confiança dos consumidores neste tipo de soluções, espera-se que a biometria desempenhe um papel fundamental, já que 84% dos consumidores europeus expressam confiança na biometria como um método seguro de autenticação, acima da percentagem de 59% no ano passado. Destaque para um aumento para 86% no caso português, ligeiramente acima dos países da Europa Ocidental.

(Visited 87 times, 1 visits today)