Transações ‘contactless’ duplicam na Europa

Portugal acompanha subida do clima de consumo na Europa

As expetativas económicas em Portugal ainda são subtis, de acordo com os dados mais recentes da GfK, relativamente ao mês de junho, que aponta para uma subida de 9 pontos, em comparação com os dados do mês anterior.

As expetativas económicas é o indicador que apresenta o crescimento mais notável, ao subir 16 pontos em relação ao mês anterior, com Áustria e Polónia a destacarem-se com as maiores subidas (+21 e +20 pontos, respetivamente).

Ainda assim, durante este mês de junho, quase todos os países continuam a apresentar expetativas económicas negativas, exceto a Alemanha e a Grécia, muito provavelmente devido à retoma, ainda progressiva, do consumo.

Os dados da GfK indicam, de resto, que, em junho, o clima de consumo na Europa continuou a crescer depois de uma evolução ligeira durante o mês de maio, fruto de uma maior confiança e tranquilidade dos consumidores.

No mês de maio as expetativas económicas, salariais e a disposição para adquirir algum produto/serviço apresentaram um crescimento muito ligeiro e em junho essa perspetiva continua com uma evolução positiva.

Já o indicador das expetativas salariais também revela uma subida geral de 14 pontos para a Europa.

No caso de Portugal, os dados mostram uma subida de 10 pontos em relação ao mês anterior. A Croácia registou a maior subida (+24 pontos), seguida da França (+23 pontos) e da Polónia (+19 pontos). Neste indicador já existem vários países que revelam expetativas salariais positivas como é o caso da própria Croácia, da Bulgária e da Áustria.

Assim como as expetativas económicas e salariais, também a predisposição para comprar teve um crescimento geral na Europa (+8 pontos). Em Portugal, a predisposição para comprar apresenta um crescimento ligeiro de 4 pontos, enquanto a França e a Eslováquia registam a maior subida em toda a Europa.